InícioRegião dos LagosCabo FrioInaugurado há 19 dias, hospital universitário em Cabo Frio está sem funcionar

Inaugurado há 19 dias, hospital universitário em Cabo Frio está sem funcionar

Segundo funcionários que estavam no Hospital Reitor Hesio Cordeiro nesta quarta-feira (4), equipe segue em treinamento; reitor da Uerj explicou ao Portal RC24h que atendimentos devem começar dia 12 de novembro

O Hospital Universitário Reitor Hesio Cordeiro, antigo UNILAGOS, inaugurado em Cabo Frio com toda pompa e circunstância pelo governador Cláudio Castro (PL) há 19 dias, em 15 de outubro, ainda não está funcionando.

Nesta quarta-feira (4), o Portal RC24h foi a unidade e conversou com alguns funcionários que estavam no local. Segundo eles, a equipe ainda está passando por treinamentos.

Nas redes sociais, a situação já virou piada, com cabo-frienses dizendo que estão preparando o mesversário do não-funcionamento da unidade.

Em entrevista ao Portal RC24h nesta quarta, o reitor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Lodi Ribeiro, disse que os primeiros pacientes devem ser recebidos pelo hospital no dia 12.

Segundo Lodi, a principio, o hospital receberia apenas casos de COVID-19, mas, com o avanço da vacinação e diminuição da demanda, está sendo reprogramado um novo planejamento para atender outros tipos de casos.

O reitor informou que, a partir dos mapas disponibilizados pela secretaria de Estado de Saúde, a unidade vai trabalhar para zerar, por exemplo, a fila de cirurgias.

Novela sem fim do UNILAGOS

O Hospital Unilagos é uma unidade de saúde particular, que, no ano passado, foi arrendada pela Prefeitura de Cabo Frio para atender pacientes contaminados pelo coronavírus. O contrato firmado pelo ex-prefeito Adriano Moreno durou até o fim de 2020, e passou a ser investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público.

Em março desse ano, o governador, Cláudio Castro (PL), esteve em Cabo Frio e anunciou o arrendamento do Hospital Unilagos para tratar casos da COVID-19 na Região dos Lagos.

A abertura, prometida por Castro para março, não foi feita até hoje. No começo de setembro, a Secti deu a previsão de que a unidade começaria a funcionar, com gestão da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), ainda em setembro.

A data de inauguração foi anunciada para 05 de outubro e, posteriormente, remarcada para 15 do mesmo mês. A solenidade foi realizada e contou com a presença de autoridades da Uerj, do governador Cláudio Castro, do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr Serginho, do secretário de Infraestrutura e Obras, Max Lemos, e do prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio (PDT).

Inicialmente, segundo o Governo do Estado, o local vai priorizar o atendimento aos pacientes com Covid-19 e o tratamento das sequelas provocadas pela doença. No futuro, será ligado à Faculdade de Ciências Médicas que a instituição abrirá na cidade.

O Hospital Universitário Reitor Hesio Cordeiro tem capacidade para até 50 leitos. Os leitos de UTI são equipados com ventiladores mecânicos e monitores multiparâmetros doados pela Rede D’Or, por intermediação do Movimento União Rio.

O hospital vai contar com o trabalho de cerca de 380 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais, fonoaudiólogos e pessoal administrativo.

Luiz Felipe Rodrigues
Estudante de Jornalismo pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como estagiário do G1 na InterTV, afiliada da Rede Globo. Desde junho de 2020, escreve para o Portal RC24h.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content