InícioRegião dos LagosCabo FrioServidor público é vítima de agressão de seguranças do Buda Lounge, em...

Servidor público é vítima de agressão de seguranças do Buda Lounge, em Cabo Frio

Caso aconteceu no último domingo (10) após vítima questionar divergências no valor da conta e o consumido no estabelecimento

No último domingo (10) um servidor público municipal da área da saúde, identificado como Michel Alvim, alega ter sido vítima de uma agressão por parte dos seguranças do Buda Lounge, ainda nas dependências do estabelecimento, localizado no Boulevard Canal de Cabo Frio.

Michel descreveu que estava no estabelecimento por pouco tempo, com o objetivo de entregar a carteira de um colega. Ao Portal RC24h, ele relatou que, apenas para poder entrar no bar teria que pagar R$ 60. Após algum tempo, já na saída, Alvim questionou o valor da conta, que chegou a aproximadamente R$ 700, mesmo permanecendo de menos de meia hora, segundo ele.

“Até as câmeras lá provam que eu não gastei isso. Não tem como. Em meia hora, nem meia hora, se eu contar mesmo. Se puxar na filmagem, não tem nem meia hora que eu fiquei ali dentro”, relembra o servidor.

A situação escalou rapidamente quando seguranças do local abordaram Michel de forma truculenta e agressiva diante dos questionamentos do cliente. Ele afirma ter sido violentamente agredido, sofrendo socos, chutes e sendo expulso das instalações.

“Já vieram na truculência, de uma forma muito agressiva. Do nada, eu tomei um soco no olho. Um soco e, de repente, começaram a me chutar. Tocou o olho roxo, começaram a me chutar e tal. E me jogaram como um lixo para fora”, conta Michel.

A agressão resultou em lesões, incluindo um olho roxo e um braço machucado, que exigiram uma consulta com um oftalmologista.

O servidor público também descreveu o ambiente no Buda Lounge como hostil e intimidador. “É um local que você, toda hora, parece que estão te encarando o tempo inteiro. Esse é um local esquisito”, fala Michel.

Ainda segundo o servidor agredido, ele vai buscar a Justiça. “Eu vou tomar as medidas que tem que se tomar. Eu vou até a última instância, se for o caso”, afirma. Um boletim de ocorrência já foi registrado pela vítima.

Procurado pelo Portal RC24h, o Buda Beach não retornou.


BOATE JÁ FOI ALVO DE OUTRAS POLÊMICAS

O Buda Beach é, constantemente, alvo de polêmicas em Cabo Frio. Em janeiro deste ano, uma confusão envolvendo o deputado estadual Filippe Poubel (PL), o ex-capitão da PM e sócio dele Diogo Souza; e o policial militar Leonardo Viana, terminou até em tiros sendo disparados.

Em 2021, uma mulher relatou ter sido vítima de estupro no interior do estabelecimento, por parte dois funcionários da boate.

No mesmo ano, com o ‘boom’ das pirâmides financeiras na Região dos Lagos, o ex-capitão da PM e sócio do Buda Beach, Diogo Souza, passou a ser acusado de dar calote em investidores da Spartacus Consultoria. Novamente, o Buda Beach foi palco para uma série de manifestações pelos clientes lesados.

No início de 2022, um engenheiro também procurou a polícia, após ser agredido dentro da casa noturna pelo deputado estadual.

MTb 0022570/MG | Coordenadora de Reportagem | Site do(a) autor(a)

Pós-graduada em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi; e graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida.

Atuou como produtora/repórter na Lagos TV, Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo, apresentadora na Rádio Costa do Sol FM e editora no Blog Cutback. É repórter no Portal RC24h desde 2016 e coordenadora de reportagem desde 2023, além de ser repórter colaboradora no jornal O Dia/Meia Hora. Também é criadora de conteúdo para a Web 3.0 na Hive.

Vencedora do 3º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental, na categoria web.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo