Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro repudia fala antissemita de vereador araruamense

Para a FIERJ, o episódio onde Luiz do Táxi (PL) usa a palavra 'judeu' ao invés de 'ateu' demonstra o despreparo no exercício da política para falar sobre religiões

406

A Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (FIERJ) emitiu uma nota repudiando a fala antissemita do vereador de Araruama Luiz do Táxi (PL). No dia 30 de junho, Luiz, que é líder de Governo, afirmou em sessão da Câmara Municipal que “aquele que não crê em Deus, aquele que não é temente a Deus, que é judeu, na hora da morte, na hora da dificuldade, pede a Deus para lhe ajudar” durante um discurso para “enaltecer o trabalho da PM”.

A coluna Boca Miúda, inclusive, já havia repercutido o episódio, na semana passada.

Uma semana depois, ele usou a tribuna para tentar se justificar. Aliás, ‘não para se retratar’, segundo ele, mas para esclarecer que ele se confundiu na hora de usar a palavra ateu e usou ‘judeu’ quando fazia um outro discurso.

“Não é para querer me justificar ao povo judeu de nossa cidade e nem me retratar, porque eles são meus amigos”, disse, completando que tem um amigo judeu há 54 anos, o Toninho. O Toninho em questão é representante da comunidade judaica na região. Mas até para se referir à doutrina do amigo ele se errou de novo. “Ele (Toninho) representa a ‘religião judeu’”, disse.

Alberto David Klein, Presidente da FIERJ

Para a FIERJ, o episódio demonstra o despreparo no exercício da política para falar sobre religiões.

“A comunidade judaica, negros, população LGBTQIA+, ateus e minorias, encontram-se sob constantes ataques de intolerância por questões diversas. No entanto, é preciso dar um basta a isso e o exemplo deve partir das pessoas eleitas para representar o povo. É importante, como instituição que representa a comunidade judaica, vir a público e advertir sobre o tema. A política deve estar a serviço da pacificação social e não da intensificação das diferenças”, disse Alberto David Klein, Presidente da Federação, através de nota.

Confira os discursos completos:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui