FARAÓ DOS BITCOINS/ Apoiadores de Glaidson voltam a protestar em Cabo Frio

Com direito a até trio elétrico, os manifestantes percorreram a Avenida Litorânea em defesa do empresário, na noite desta sexta-feira (8)

929

Apoiadores de Glaidson dos Santos, dono da G.A.S. Consultoria, acusada de movimentar um grande esquema de pirâmide financeira, voltaram a se reunir em um protesto realizado em Cabo Frio na noite desta sexta-feira (8). Com direito a até trio elétrico, os manifestantes percorreram a Avenida Litorânea em defesa do empresário.

Um letreiro de led foi utilizado para exibir mensagens como “Nunca foi golpe, não houve fuga”, “negociar criptomoedas nunca foi crime”, entre outras.

Glaidson foi preso em agosto de 2021 na Operação Kryptos, da Polícia Federal (PF), do Ministério Público Federal (MPF) e da Receita Federal, por suspeita de pirâmide financeira envolvendo transações com criptomoedas.

Durante a força-tarefa, foram apreendidos mais de R$147 milhões em bitcoins, que estavam em carteiras físicas, além de quase R$14 milhões em espécie, libras esterlinas, euros, carros de luxo, joias, relógios e documentos.

A GAS Consultoria Bitcoin prometia 10% de retorno do dinheiro investido por mês aos clientes e dizia obter esses ganhos no mercado de criptomoedas.

Segundo a investigação da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF), que levou à prisão de Glaidson, a firma nem sempre chegava a investir em bitcoins – os lucros eram pagos aos clientes enquanto o dinheiro de novos clientes captados entrava.

Com a prisão de Glaidson, o dinheiro foi bloqueado e o pagamento parou de ser realizado. Desde então, os investidores realizaram diversas manifestações na tentativa de pressionar a justiça a dar a liberdade ao empresário, que também é acusado de envolvimento na tentativa de assassinato do seu concorrente, Nilson Alves da Silva, conhecido como Nilsinho, que aconteceu no dia 20 de março de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui