Sobrevivente de tiroteio na Praia do Forte, em Cabo Frio, estava trabalhando quando foi atingido

Crime aconteceu no último sábado (11), em uma briga de facções rivais. Segundo polícia, duas pessoas morreram e oito foram baleadas

6607

Um tiroteio na Praia do Forte, em Cabo Frio, no final da tarde do último sábado (11), deixou um jovem, que trabalha na barraca onde o crime foi registrado, vítima de uma bala perdida. Pedro Velasco levou um tiro nas costas, que atravessou o abdômen, e foi socorrido com vida por populares para uma unidade de saúde, onde precisou passar por uma cirurgia e segue estável.

Nas redes sociais, Patrícia Santos, mãe do rapaz, relatou momentos de angústia ao saber que o filho foi uma das vítimas de uma briga entre facções rivais, sem ter qualquer envolvimento com a criminalidade.

“O caminho para aquele hospital, foi o mais longo da minha vida. Eu clamava, chorava, gemia. Mas Deus falou comigo ali, pela sua infinita misericórdia. ‘Eu estou no controle! Aquieta o seu coração’. Eu só queria uma notícia, saber que ele estava bem. Olhar pro meu menino, dizer a ele o quanto eu o amo, o quanto ele é importante pra mim”, relembra.

Segundo a Polícia Militar, os disparos de arma de fogo foram registrados na faixa de areia da praia, na altura do Bolsão da Juju. Os sete baleados, conforme a corporação, foram socorridos, a princípio, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Parque Burle. A Prefeitura diz que, dos cinco levados à unidade pelo Corpo de Bombeiros, um foi transferido em seguida para uma clínica particular, com fratura de fêmur. As outras quatro pessoas foram encaminhadas para o HMSJO, onde uma foi medicada e recebeu alta, e outra foi a óbito. Os dois outros sobreviventes, de 19 anos e 24 anos, seguem estáveis e internados. Um outro rapaz, que trabalhava no local no momento do tiroteio, foi socorrido por populares.

O crime foi, supostamente, uma briga entre facções rivais. Um grupo, oriundo do Morro do Limão, comunidade dominada por criminosos do Comando Vermelho (CV), comemorava um aniversário em um quiosque, quando três homens armados se aproximaram e dispararam contra as pessoas que estavam no local.

O policiamento foi imediatamente reforçado na orla e nas comunidades do Valão e do Limão, conforme a PM. Na madrugada do domingo (12), dois suspeitos foram localizados na Travessa Novo Mundo, no bairro Jacaré, que é comandado pela facção rival ao CV, a Terceiro Comando Puro (TCP). Na abordagem, um dos elementos, identificado como Boquinha, resistiu à prisão e acabou sendo baleado. Ele foi socorrido para Hospital Central de Emergências (HCE), em São Cristóvão, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O segundo envolvido, identificado como Bijuca, foi preso. Durante a ação, os agentes recolheram armas, munições, drogas, celulares e um veículo utilizado pelos elementos no momento do crime.

A ocorrência foi registrada na 126ª Delegacia de Polícia de Cabo Frio (126ª DP). A Civil afirmou que as investigações estão em andamento para apurar “as circunstâncias das mortes dos dois homens e seis feridos durante o tiroteio”. A perícia foi realizada no local, as vítimas estão sendo ouvidas e diligências seguem para capturar todos os envolvidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui