InícioDestaqueServidor é exonerado após revelar suposto esquema de loteamento de cargos no...

Servidor é exonerado após revelar suposto esquema de loteamento de cargos no Hospital Unilagos

Em áudio atribuído ao assistente de Dr. Serginho Leonardo da Costa Fonseca, homem diz que selecionados no processo seletivo serão cortados até chegar no pessoal ligado ao deputado

A secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) anunciou que vai exonerar Leonardo da Costa Fonseca, assessor do secretário, Dr. Serginho, que atuava na pasta no cargo de Assistente II.

A informação vem logo após áudios atribuídos a Leonardo revelarem um suposto loteamento de cargos por meio do processo seletivo para trabalhar no Hospital Unilagos, em Cabo Frio.

Na noite desta quarta-feira (22), o Portal Fonte Certa publicou os áudios em que Leonardo tranquiliza uma outra pessoa, dizendo que os selecionados no processo serão cortados até chegar no pessoal ligado ao deputado. O Portal RC24h também teve acesso ao material (disponível abaixo).

“Eles vão começar a chamar um monte de gente lá e será todo mundo desclassificado, entendeu? Porque esse Processo Seletivo era só pra gente ficar sabendo”, disse no áudio.

“Vazou na mídia, aí uma porrada de gente pegou e fez, entendeu? Aí o pessoal vai começar a trabalhar lá e eles vão mandar embora. O pessoal viu lá no Portal da Transparência, aí vazou e teve 6,8 mil inscritos e era para ser 500, 600. Ai para não cancelar o processo, teve que ser feito isso”, explicou o assessor.

“Muita gente vai ser cortada. Muita gente não. Em português claro, eles vão cortando, cortando, até chegar no nosso pessoal, entendeu?”, sintetizou Leonardo no áudio.

Confira os áudios na íntegra:

O que dizem os citados

Procurada pelo Portal RC24h, a Secti disse que “o processo seletivo de servidores do hospital Unilagos foi elaborado pela UERJ, dentro de sua autonomia administrativa e universitária, passando pelos critérios objetivos do edital e com ampla publicidade e transparência”.

A pasta informou que foram quase 10 mil inscritos, “tamanha a publicidade que se deu” e esclareceu que “o áudio veiculado não condiz com a realidade, tanto que o servidor buscava justificar a não aprovação de pessoa próxima a ele”.

Segundo a secretaria, “nenhum servidor teve acesso ao processo seletivo e a SECTI vai abrir uma investigação preliminar para apurar a disseminação de tais informações”.

“Mediante tal gravidade, o servidor foi exonerado”, informou a nota.

“A UERJ, instituição pública que consta entre as maiores e mais prestigiadas do Brasil e América Latina, tem sua missão baseada em princípios de igualdade e pluralidade, prezando pela lisura e transparência dos processos licitatórios.Por fim, vale ressaltar ainda que a SECTI, suas vinculadas e o próprio secretário deram ampla divulgação do processo seletivo, seja pelas redes sociais ou mesmo por entrevistas concedidas, pelo secretário, à imprensa”, concluiu o documento.

Dr. Serginho em entrevista ao RJ1 da Inter TV nesta quinta-feira (23) | Imagens: InterTV/Reprodução

Em entrevista a Inter TV nesta quinta-feira (23), Dr. Serginho ratificou o que diz a nota da Secti, ressaltou a reputação da Uerj e disse que os critérios do processo seletivo são objetivos: “formação acadêmica e experiência com a COVID”.

“Não há nenhuma interferência política, nem do Governo, nem da secretaria. É a Uerj quem conduz todo o processo de contratação de pessoas, de equipamentos do hospital que está para ser aberto”, afirmou Serginho.

O secretário disse, sobre o áudio, que um assessor, “por infelicidade, soltou algo que é indevido”.

Segundo o deputado estadual licenciado, o servidor o procurou para dizer que o áudio se deu em uma conversa com a prima dele e foi tirado de contexto.

O servidor teria dito a Serginho que ele falava “em tom jocoso” por conta dessa prima não ter conseguido passar no processo.

De acordo com Serginho, a portaria com a exoneração de Leonardo já foi asssinada e será publicada em Diário Oficial assim que a Imprensa do Estado a fizer.

Candidato a vereador derrotado nas eleições do ano passado, Leonardo da Costa Fonseca é apoiador fiel de Dr. Serginho. O Portal RC24h tentou contato com ele para se posicionar, mas não tivemos resposta.

A Uerj também foi procurada pela reportagem para se posicionar sobre a questão envolvendo o processo seletivo, mas ainda não tivemos retorno.

Novela do Unilagos

Governador Cláudio Castro (PL) visitou o Hospital Unilagos em março deste ano e anunciou arrendamento da unidade

O Hospital Unilagos é uma unidade de saúde particular, que, no ano passado, foi arrendada pela Prefeitura de Cabo Frio para atender pacientes contaminados pelo coronavírus. O contrato firmado pelo ex-prefeito Adriano Moreno durou até o fim de 2020, e passou a ser investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público.

Em março desse ano, o governador, Cláudio Castro (PL), esteve em Cabo Frio e anunciou o arrendamento do Hospital Unilagos para tratar casos da COVID-19 na Região dos Lagos.

A abertura, prometida por Castro para março, não foi feita até hoje. No começo de setembro, a Secti deu a previsão de que a unidade começaria a funcionar, com gestão da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), ainda este mês.

Também na entrevista ao RJ1, da Inter TV, Dr. Serginho disse que a nova previsão para o funcionamento do hospital é 05 de outubro.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content