InícioRegião dos LagosArmação dos BúziosDIA DE HOMENAGENS/ Yemanjá, a Rainha do Mar, conquista Região dos Lagos

DIA DE HOMENAGENS/ Yemanjá, a Rainha do Mar, conquista Região dos Lagos

As cidades de Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios receberam festividades nesta quinta-feira (2)

Com participação de cada vez mais cidades, a Região dos Lagos promoveu um verdadeiro circuito de homenagens à Yemanjá nesta quinta-feira (2), dia em que é comemorado o dia da Rainha do Mar. As cidades de Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios prepararam diversas homenagens e uma programação extensa para festejar a data.

Em Cabo Frio, a festividade teve início no Canto do Forte pela manhã. A 17ª edição do evento “Presente às Águas”, é realizado pelo Asé Parque São Jorge, em parceria com a Prefeitura, por meio da Coordenadoria Geral de Promoção da Igualdade Racial. Ao todo, seis terreiros participam oficialmente do evento. O objetivo da celebração é homenagear o Orixá Yemanjá, também conhecida como Rainha do Mar, que no sincretismo religioso corresponde à Nossa Senhora dos Navegantes.

Uma carreata levou a imagem de Yemanjá do Asé Parque São Jorge, que fica no Jardim Esperança, em direção ao Canto do Forte. Depois tiveram início as atividades culturais, como apresentação de capoeira, samba de roda, Jongo e ritmos sacros do Candomblé.

A programação contou ainda, com uma missa campal em homenagem à Nossa Senhora dos Navegantes, pela Igreja Católica Brasileira, seguida de uma palestra sobre Intolerância Religiosa. Às 16h, foi a vez das homenagens dos terreiros de Umbanda e logo depois, é realizado o Xirê, momento em que os terreiros de Candomblé, apresentam as danças e toques em homenagem à Yemanjá. Em seguida, às 17h30, acontece a saída do presente, que será entregue às águas. Às 18h, será a apresentação do grupo Samba das Matas e o encerramento do evento.

Confira a entrevista com André Luis, um dos participantes e organizadores do evento:

Já em Búzios, onde o Prefeito é evangélico e o Secretário de Cultura, católico, mostrando um exemplo de tolerância, foi preparada a “Semana do Axé”. Com realização do Terreiro Kwê Asé de Oyá, o evento começa nesta quinta (2) e vai até o sábado (4) no Balneário.

A abertura da programação aconteceu pela manhã e continua nesta sexta-feira (3), às 18h, com o lançamento do livro “O Sagrado e o Profano”, de Nilma Accioli, Professora doutora em História pela UFRJ. No mesmo dia também será exibido o documentário Kwê Asé de Oyá, de Milton Alencar e também acontecerá um debate.

Também na sexta, acontece a abertura das exposições “Trajes do Candomblé” e a Exposição “Barcos”, de artistas da região, no Espaço Cultural Zanine, a partir das 18h.

No sábado (4), a partir das 7h, será exibido filmagens do documentário “Dia de festa no axé”. E às 15h, no Píer de Manguinhos, acontece a XIV festa de Iemanjá- Projeto Candomblé e Saúde.

O Foco do projeto é o combate a intolerância religiosa, como meio de promover o respeito e a diversidade entre as pessoas. Durante os dias de festa, acontecerão atividades educacionais a todos que participarem, com a finalidade de promover um maior conhecimento sobre a diversidade religiosa presente no município. A ideia é que o evento “Semana do Axé” leve conhecimento e respeito às múltiplas denominações existentes em Armação dos Búzios.

Já em Arraial do Cabo aconteceu, também nesta quinta, pela manhã, I Encontro em Homenagem à divindade africana e católica.

A festividade aconteceu no Marco Histórico, na Praia dos Anjos, e contou com a presença de líderes religiosos de matriz africanas, entre elas, as únicas zeladoras de santo transexuais da Região dos Lagos, mostrando a representatividade trans junto à luta contra a intolerância religiosa.

O evento é promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio da Chefia de Promoção da Igualdade Racial e Religiosidade.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo