Servidores reinvidicam direitos durante protesto em Araruama

Ato unificado pediu, entre outras coisas, pagamento do vale-alimentação e reajuste do piso salarial do magistério na tarde desta terça-feira (15)

347

Um grupo com cerca de 50 servidores da Prefeitura de Araruama fez uma manifestação na Praça da Bíblia, no Centro da cidade, na tarde desta terça-feira (15).

Inicialmente, a manifestação teria uma caminhada até a Prefeitura. Porém, de acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Araruama (SSMA), Luís Marcel Loureiro, por conta da baixa adesão do movimento, foi decidido entre eles fixar o protesto na praça que fica próxima à rodoviária da cidade.

Contudo, a Prefeitura chegou a montar um aparato de segurança, antevendo a manifestação. Foram três viaturas da Guarda Civil e duas da Polícia Militar ao redor da sede do Executivo, além de um cercado montado no local.

Na Praça da Bíblia, foram duas viaturas da Guarda e uma da Polícia Militar acompanhado o protesto, que foi pacífico.

O ato unificado, convocado pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Araruama, contou com faixas expondo os pedidos de variadas categorias da administração municipal.

Entre as causas reivindicados pelos servidores, está o pagamento do vale-alimentação, que, segundo eles, não havia sido depositado para os funcionários até o momento do protesto e o adicional de insalubridade para os agentes comunitários de saúde (ACS) e auxiliares de serviços gerais (ASG).

Uma das faixas também lembrava que assédio moral é crime.

Os servidores da Educação pediam, entre outras coisas, o reajuste do piso salarial do magistério de 12,84% e 33,24%, além de eleições para os diretores de escola.

Com relação a baixa adesão dos servidores para o ato, segundo o presidente do Sindicato, houve uma formação continuada da Prefeitura no mesmo dia. Provavelmente, ela fez com que parte do funcionalismo público não pudesse deixar suas unidades e estar presente no ato.

A reportagem procurou a Prefeitura de Araruama para pedir um posicionamento em relação aos pedidos dos servidores, mas não tivemos resposta.

Prefeita no Rio

Alheia a movimentação dos servidores nesta terça, a prefeita de Araruama, Lívia Bello (PP), foi, junto com o marido, Chiquinho da Educação, até o Rio de Janeiro para receber uma medalha de mérito da Defesa Civil, pelo apoio que o município deu a Petrópolis na tragédia das chuvas.

De qualquer forma, é recorrente a fama da prefeita de não abrir diálogo com quem quer que seja. Especialmente, quando se trata de servidor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui