InícioCovid-19Saúde e ICTIM iniciam nova etapa da pesquisa Sentinela Maricá

Saúde e ICTIM iniciam nova etapa da pesquisa Sentinela Maricá

Um dos objetivos é medir a eficácia da vacinação aplicada até o momento em parte da população

Mais uma etapa da pesquisa Sentinela Maricá foi iniciada nesta segunda-feira (28) para continuar com a coleta de dados sobre a Covid-19 na cidade. Nela, os moradores responderam ao questionário e também passaram por testagem com exames de swab e sorologia. Os entrevistadores são todos agentes do Comitê de Defesa dos Bairros (CDB) e passaram por treinamento na Subsecretaria de Saúde.

As seis equipes, que contam ainda um aplicador para os exames, um agente comunitário de saúde e um motorista, circularam neste primeiro dia por bairros próximos ao Centro da cidade. Uma delas passou por Araçatiba, onde visitou moradores da parte alta do bairro. Um deles foi a engenheira civil Carolina Castro de Oliveira, de 35 anos, que revelou já ter sido contaminada pelo novo coronavírus e apresentou sintomas leves.

“Vejo que essa pesquisa é para nos ajudar, porque muita gente ainda não sabe como lidar com a doença e nem sabe como ela é severa. Ajuda a ter mais consciência”, avaliou ela. Mesma opinião tem o militar reformado Roberto Machado, de 61 anos, que também recebeu a equipe em sua casa. “É preciso que as pessoas estejam mais conscientes. Muita gente ainda não foi tomar a segunda dose, e tem que tomar. Acho esse trabalho muito importante”, afirmou.

A pesquisa Sentinela Maricá é uma parceria da Secretaria de Saúde com o Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM), cuja meta é visitar 1.155 domicílios até o mês que vem em três ciclos de 385 cada. O coordenador da pesquisa e chefe de gabinete do ICTIM, Carlos Senna, disse que o grupo de trabalho fará uma nova avaliação dos resultados nesta semana. “Através do que coletarmos de informações, poderemos formar um perfil da estratégia a ser adotada na cidade no combate ao vírus”, explica.

O órgão reforça que os resultados não serão publicados, e sim utilizados internamente nas estratégias de combate à pandemia. As outras duas áreas cobertas pela pesquisa são o entorno de Inoã e Manoel Ribeiro, com base em dados fornecidos pelo censo de 2010 do IBGE.

Em cada residência, é escolhido para a testagem um morador acima de 18 anos com data de aniversário futura mais próxima ao dia da visita. Um dos objetivos é medir a eficácia da vacinação aplicada até o momento em parte da população.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content