InícioRegião dos LagosAraruamaRegião dos Lagos abre mais de 5.400 novos postos de trabalho em...

Região dos Lagos abre mais de 5.400 novos postos de trabalho em 2021

Arraial do Cabo possui o maior saldo positivo da região no acumulado do ano, com 2.308 vagas

Em 2021, a Região dos Lagos abriu mais 5.463 novos postos de trabalho formais em todos os setores econômicos – indústria, comércio, serviços e agropecuária. A análise feita pela Firjan, a partir da plataforma Retratos Regionais, mostra ainda que Arraial do Cabo possui o maior saldo positivo da região no acumulado do ano (+2.308). Já o segundo melhor desempenho regional fica com Rio das Ostras (+1.373). Cabo Frio, por sua vez, aparece em terceiro (+543). Este recorte segue a atual divisão político-administrativa do estado e contempla os seguintes municípios: Araruama, Arraial do Cabo, Búzios, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia, Saquarema e Silva Jardim.

Números da indústria fluminense

A indústria do estado do Rio abriu mais 2.455 novos postos de trabalho formais em junho, mais que o dobro do saldo observado em maio (+1.150). No acumulado do ano, o saldo foi de 15.962 contratações. A análise feita pela Firjan, a partir da plataforma Retratos Regionais, mostra ainda que já foram reabertas 32 mil das 36,5 mil vagas da indústria fluminense fechadas de março a junho do ano passado, meses de maiores incertezas e restrições relacionadas à pandemia de Covid-19.

“A indústria fluminense encerrou o semestre com as contratações em alta. Importante também destacar que já foram reabertas quase nove em cada dez vagas perdidas de março a junho de 2020. Considerando o ritmo de recuperação, é bastante provável que o estoque de trabalhadores industriais pré-pandemia seja recuperado nos próximos meses no estado”, ressalta o presidente do Conselho Empresarial de Economia da Firjan, Rodrigo Santiago.

Rodrigo acrescenta que o bom desempenho do mercado de trabalho da indústria fluminense está disseminado. Em junho, todas as regiões e 63 dos 92 municípios do estado apresentaram saldo positivo de contratações. No acumulado do ano, 70 cidades registraram saldo positivo, como, por exemplo, a Capital (+4.014) e Niterói (+1.289).

Entre os segmentos industriais, a Construção Civil seguiu como a maior contratante em junho no estado, com mais 841 postos de trabalho, seguida pela Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (+367), Indústrias Extrativas (+270) e Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos (+231). Esses setores também se destacaram no saldo do primeiro semestre. A Construção Civil registrou saldo acumulado de 6.662 em 2021, seguida por Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos (+2.756) e Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (+2.021).

Considerando todos os setores, o estado do Rio abriu 16.002 novos postos de trabalho em junho. Além da indústria, os setores de serviços (+9.060), comércio (+4.097) e agropecuária (+390) também registraram saldo positivo. Esse foi o segundo melhor desempenho do mercado de trabalho fluminense no ano e, pelo segundo mês consecutivo, o Rio de Janeiro foi o terceiro estado que mais abriu vagas com carteira assinada no país. No acumulado do ano, já foram abertos 64.418 novos postos de trabalho no estado, distribuídos entre serviços (+39.614) – principalmente por conta das atividades ligadas à saúde – indústria e construção (+15.962), comércio (+5.689) e agropecuária (+3.154).

Plataforma Retratos Regionais

A plataforma Retratos Regionais da Firjan tem como base o saldo de empregos formais disponibilizados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Em painel setorial são disponibilizados dados específicos dos setores industriais.

Em painel regional, que também permite a busca por município, é apresentado o cenário geral de empregos, incluindo todos os grandes setores. A plataforma pode ser acessada através deste link: www.firjan.com.br/retratosregionais.

Letycia Rocha
Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Editora no Blog Cutback e colaboradora no jornal O Dia.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content