Quadrilha especializada em furto e receptação de fios de cobre na Costa do Sol é alvo de operação da Polícia Civil

'Operação Cupurum' visa cumprir dez mandados de prisão e 15 de busca e apreensão em Cabo Frio, Rio das Ostras, Macaé, Casimiro de Abreu, Campos e São Gonçalo; sete pessoas já foram capturadas

870
operação

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quinta-feira (2), uma operação para realizar o cumprimento de dez mandados de prisão e 15 de busca e apreensão contra suspeitos de formação de quadrilha, furto e receptação de fios e outros materiais de cobre em cidades da Costa do Sol fluminense.

Batizada de ‘Operação Cuprum’, a ação acontece em Cabo Frio, Rio das Ostras, Macaé, Casimiro de Abreu, Campos dos Goytacazes e São Gonçalo, em decorrência de um inquérito de crimes contra o patrimônio investigado pela 121ª Delegacia de Polícia de Casimiro de Abreu (121ª DP). As investigações tiveram início em fevereiro deste ano, depois que a Prefeitura de Rio das Ostras ficou sem serviço de assistência médica e resgate por conta do furto de fios.

Até às 8h, sete pessoas já haviam sido presas. Entre elas, o dono de três ferros-velhos no município rio-ostrense e a esposa dele. A dupla é apontada como principal receptora de todo o material furtado, conforme a polícia, e foi capturada em uma residência, no bairro Âncora.

No local, os agentes encontraram fios de concessionária de telefonia, cabos de rede elétrica, baterias usadas, além de luminárias de postes que podem ser oriundos da iluminação pública.

O homem e a mulher vão responder pelos crimes de receptação e corrupção de menores, já que os produtos adquiridos foram de adolescentes. As penas podem chegar a 12 anos de prisão. Além deles, uma outra pessoa também já foi detida na operação.

Em Cabo Frio, agentes da 126ª DP prenderam, nessa manhã, um dos alvos da operação. Ele foi localizado no Jardim Peró.

Em Casimiro de Abreu, Macaé e São Gonçalo, outros três envolvidos nos crimes também foram detidos e encaminhados para as delegacias. A operação conta com o apoio do 6º Departamento de Polícia de Área (DPA-Norte Noroeste) e do 4º DPA (Região dos Lagos, Niterói e São Gonçalo).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui