InícioDestaquePrefeitura de São Pedro da Aldeia treina profissionais da saúde para atendimento...

Prefeitura de São Pedro da Aldeia treina profissionais da saúde para atendimento humanizado

Semana foi marcada por qualificação oferecidas aos trabalhadores da Atenção Básica e Atenção Domiciliar

A Prefeitura de São Pedro segue com a prioridade de proporcionar atendimento humanizado na saúde com o oferecimento de qualificações destinadas aos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde.

Nesta semana, os trabalhadores tiveram a possibilidade de acompanhar treinamentos e palestras. O objetivo é tornar as abordagens aos usuários do SUS mais assertivas e com foco na qualidade de vida dos aldeenses.

O setor de Atenção Básica ministrou o curso introdutório de formação de Agente Comunitário de Saúde (ACS).

O treinamento recebeu candidatos do último Processo Seletivo Simplificado concluído, possibilitando o cadastro de reserva para futuras alocações de novos ACS em áreas adstritas aos territórios de abrangência da Estratégia de Saúde da Família.

O treinamento aconteceu entre 21 a 25 de junho no auditório do Centro de Formação Continuada (CEFOR). Além de toda base teórica, os convocados participaram de dinâmicas, rodas de conversa e outras atividades relacionadas ao processo de trabalho do ACS.

“Foi uma semana muito produtiva. Os resultados foram, sem dúvida, construtivos. Finalizamos a semana com a certeza de que, em breve, teremos alocados nas equipes de saúde da família profissionais preparados e sensibilizados sobre a importância da sua atuação”, relatou a coordenadora da Atenção Básica, Jaqueline Tinoco.

Também foi realizada a palestra “Um olhar para a diversidade sexual”, ministrada pela psicóloga Anna Carolina Maciel Lisboa aos profissionais de saúde do programa Melhor em Casa.

O tema foi escolhido em alusão ao Dia do Orgulho LGBTQIA+, com a intenção de qualificar os trabalhadores quanto à abordagem dos pacientes incluídos nesse grupo populacional, garantindo os direitos e respeitos a eles.

“Falar sobre a sexualidade e suas diversidades abre a oportunidade de diminuir o preconceito e discriminação, permitindo o acesso da população LGBTQUIA+ ao serviço de saúde de forma acolhedora e com atendimento humanizado”, disse a psicóloga Anna Carolina.

A palestra teve como temática a sexualidade, diversidade sexual e gênero, direitos da população LGBTQIA+, “despatologização” das identidades trans e da homossexualidade.

Para o coordenador da Atenção Domiciliar, Junior Curcino, o curso teve saldo positivo. “Garantir a qualidade de vida e preservar a identidade desse usuário faz parte da saúde”, afirmou.

A Secretaria de Saúde ressalta que continua com a intenção de oferecer qualidade no atendimento de saúde aos usuários da rede e dando oportunidade aos servidores de acompanhar as mudanças socioculturais, por meio da informação e atualização dos serviços para melhoria contínua dos serviços.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content