Cabo Frio apreende 123 cavalos soltos nas rodovias que cortam a cidade desde janeiro

Equipes da secretaria Municipal de Agricultura realizam apreensões mesmo em estradas cuja responsabilidade é do Governo do Estado

374

Desde o início do ano, a Prefeitura de Cabo Frio retirou de circulação 123 cavalos que estavam soltos nas principais rodovias que cortam o município. O trabalho vem sendo realizado, inclusive, em trechos sob a responsabilidade do Governo do Estado.

De janeiro a agosto, 54 animais de grande porte foram apreendidos pela equipe da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca na Estrada do Guriri (RJ-102). No mesmo período foram capturados 32 cavalos na Estrada de Campos Novos; além de 23 na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), em Tamoios, e mais 14 em outras regiões de Cabo Frio, entre as quais o bairro Jardim Esperança.

Segundo o secretário de Agricultura e Pesca de Cabo Frio, Daniel Couto Fernandes, nas rodovias estaduais a incumbência pela fiscalização e apreensão de animais é do Governo do Estado, mas a Prefeitura também realiza o trabalho constantemente nesses locais.

“Realizamos esse trabalho diariamente, principalmente nas vias de grande circulação de veículos. Só nesta semana, nossa equipe retirou das ruas oito animais. Na quarta-feira (3), foram capturados cinco, sendo um na Estrada do Guriri, um na Estrada da Integração e três no Jardim Esperança. Na segunda-feira (1º), foi realizada a apreensão de outros três animais nas imediações da Estrada do Guriri”, explica ele.

Os animais capturados são levados para a Fazenda Campos Novos, onde são resenhados, ou seja, cadastrados no arquivo da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca, enquanto aguardam a retirada.

A retirada dos animais da Fazenda é feita mediante o pagamento de multa no valor de R$ 154,30, na primeira apreensão. Já nos casos de reincidência o valor duplica, chegando a R$ 308,60. Se o animal for apreendido novamente, o mesmo não é devolvido ao proprietário.

É possível denunciar a presença de animais em vias públicas pelo telefone 153, da Guarda Civil Municipal, que encaminha os pedidos de apreensão para a secretaria de Agricultura.

Ainda segundo Daniel Fernandes, para solucionar o problema, os proprietários dos animais de grande porte devem mantê-los presos, em locais cercados, sem a possibilidade de fuga.

“A presença de cavalos, bois e vacas nas ruas da cidade, principalmente nas rodovias, oferece riscos às pessoas e também aos animais. Nosso papel de fiscalização está sendo feito, mas os proprietários também têm a responsabilidade de manter todos os animais confinados em espaço adequado, com água e alimentação, sem a possibilidade de que escapem para as vias públicas”, finaliza o secretário.

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito Curioso….Vejo animais soltos nas vias de nossas cidades todos os dias, e não estou exagerando, vejo todos os dias mesmo, e nunca nem em momento algum vejo qualquer tipo de transportes da prefeitura realizando a apreensão desses animais, daí do nada surge um secretario apresentando esse tipo de relatório, logo após a morte de um trabalhador por ter atingindo um Boi nesta semana….Gostaria mesmo que de fato, esse serviço esteja sendo realizado, mais seria ainda mais interessante se esse mesmo Secretario viesse se manifesta em outros momentos inclusive realizando algum tipo de beneficio como panfletos informativos ou mesmo campanhas através da Inter Tv e meio de comunicações conscientizando a população quanto aos riscos e perigos oferecidos por esses animais……

  2. E vamos esperar uma tragédia na RJ 140. TODOS OS DIAS vemos cavalos nessa rodovia, cujos automóveis andam em alta velocidade. Anotem aí: Teremos uma tragédia na rodovia RJ140 (Cabo Frio-Arraial) em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui