Polícia diz que pai de crianças mortas em incêndio em Maricá vai responder por abandono de incapaz

Damião Vinícius Costa Rangel está preso na penitenciária de Benfica, na Zona Norte do Rio. Polícia suspeita que houve um curto-circuito no ventilador do quarto que crianças estavam

667

A Polícia Civil informou nesta segunda-feira (14) que Damião Vinícius Costa Rangel – pais de duas crianças que morreram em um incêndio em Maricá, na Região dos Lagos – irá responder por abandono de incapaz. Os menores foram deixados em casa sozinhos por mais de duas horas durante a madrugada do incidente.

“Uma criança de um ano que sequer fala, sequer anda, então é uma criança que não teria a menor condição de se defender de qualquer perigo. E uma outra de três anos que se encontra na mesma situação de vulnerabilidade. Então é importante ficar bem claro isso, esse recado tem que ser dado de forma muito suscinta e clara para os pais: não deixem seus filhos em casa sozinhos, e ainda mais por um período de tempo como foi esse, juridicamente bastante relevante, mais de duas horas”, afirmou o delegado responsável pelo caso na Delegacia de Homicídios, Leandro Artiles.

Os corpos das duas crianças, Brian Vinicius, de 3 anos; e Nicolas Cauê, de 1 ano, foram ser enterrados nesta segunda-feira (14) no Cemitério de Maricá.

Curto-circuito no ventilador

O pai teria afirmado à polícia que teria saído de casa por volta das 4h de sábado e ido se encontrar com uma mulher. O encontro não teria acontecido e ele foi para uma padaria comprar pão. Ao chegar em casa, o incêndio já teria tomado o cômodo em que as crianças estavam.

Uma perícia ainda será concluída no local, mas a suspeita é de que houve um curto-circuito no ventilador. Damião Vinícius Rangel já está preso na penitenciária de Benfica, na Zona Norte do Rio.

*Com informações do G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui