InícioCabo FrioIRRESPONSABILIDADE/ Padre de Cabo Frio afirma que máscaras ‘não servem para nada’

IRRESPONSABILIDADE/ Padre de Cabo Frio afirma que máscaras ‘não servem para nada’

Dono de declarações polêmicas, padre Dom Joanir da Silva Neves, da Igreja Católica Brasileira, conhecida como Igreja de São Jorge, acredita que o que o povo de Deus não deve temer à doença

O padre Dom Joanir da Silva Neves disparou uma série de críticas sobre as medidas de enfrentamento à pandemia, durante celebração de missas que realizou na Igreja Católica Brasileira, conhecida como Igreja de São Jorge, localizada no centro de Cabo Frio, neste último domingo (28) e segunda-feira (29).

O religioso questiona a eficácia do uso de máscaras, incentivando que, assim como ele, não utilizem. Nas imagens, além da falta do uso obrigatório de máscaras, padre e fiéis também desrespeitam as recomendações de distanciamento social, conforme determinado em decreto municipal, seguindo as recomendações da OMS.

Apesar das novas medidas adotadas para o enfrentamento da pandemia no município, a abertura e funcionamento de templos religiosos segue permitido, porém, o uso da máscara de proteção deve ser obrigatório. O padre afirma que “ninguém tem uma explicação” sobre a necessidade do uso de máscaras e declara não saber até hoje a utilidade. “Não serve pra nada”, disparou ele.

De acordo com informações de fiéis que discordaram da conduta do padre, Dom Joanir teria afirmado ainda que o item de proteção é como uma ‘mordaça’ e que o povo de Deus não deve temer à doença que já matou mais de 314 mil pessoas e tão pouco ficar em casa temendo a morte.

As declarações não pararam e repercutiram nas redes sociais. Dom Joanir ainda chegou a levantar dados falsos, sem nenhuma comprovação, de que 90% das pessoas que vão contaminadas à Igreja, voltam curadas. A cerimônia foi transmitida ao vivo pela paróquia, que fará uma série de eventos nesta semana de Páscoa. As falas e tentativa de manipulação de fiéis foram denunciadas ao Ministério Público.

As declarações causaram revolta nas Redes Sociais
Um outro padre também foi contra a fala de Dom Joanir. “Louco”

Jefferson Buitrago, que é Secretário de Mobilidade Urbana e vem trabalhando incansavelmente como coordenador Comitê Executivo de combate à Covid-19 em Cabo Frio, afirma que, apesar de ser a opinião do religioso, a posição do bispo é lamentável. “Existem pessoas que infelizmente defendem um pensamento que vai frontalmente contra aquilo que a ciência recomenda. Mesmo aqueles cientistas que divergem da forma de tratar a doença concordam que o uso da máscara é um fator que freia a disseminação da doença. A gente lamenta profundamente a posição do Bispo e espera que o cidadão cumpra o seu papel na preservação da vida e utilize máscara”, declarou.

O discurso vai na contramão do atual cenário no município. De acordo com boletim divulgado pela Prefeitura Municipal, nesta última terça (29), já foram registrados mais de 390 óbitos em decorrência da COVID-19 e não há mais vagas de leitos disponíveis de UTI exclusivos para a doença.

Apparecida Castorina Monteiro, médica infectologista dos municípios de Cabo Frio e Arraial do Cabo há mais de 30 anos, faz um apelo para que população continue acreditando nas recomendações dos especialistas em saúde.

“Infelizmente estamos vivendo o negacionismo, enquanto a ciência está demonstrando que o uso de máscara possui uma grande efetividade, a gente ainda se depara com afirmações desse tipo. Distanciamento social, uso de máscaras e higienização das mãos são imprescindíveis. Usem máscara!”, aconselhou.

Em resposta ao Portal Rc24h, Dom Joanir disse que o vídeo não está completo, pois ele falou da obediência ao distanciamento no mesmo sermão e que “as pessoas simplesmente editam trechos que lhe interessam e saem fazendo confusão porque querem aparecer, só isso”.

No começo da noite de terça-feira (30), o Governo Central da Igreja Católica Apostólica Brasileira emitiu uma nota oficial, pedindo perdão e declarando que não pactua com a fala do padre: “Cumpre-nos o dever em primeiro lugar de PERDIR PERDÃO a todos os fiéis de nossa Igreja, em especial aos habitantes da Região dos Lagos e afirmamos que esse não é o posicionamento oficial da nossa igreja… sendo assim, jamais podemos aceitar qualquer pronunciamento negacionista ou contrário aos necessários cuidados vindo das autoridades sanitárias em suas diversas esferas. Reafirmamos que a fala do Bispo Diocesano de Cabo Frio foi INFELIZ e EM HIPOTESE ALGUMA reflete o posicionamento Oficial da Igreja Apostólica Brasileira. Aos fiéis dessa Diocese instamos veementemente que sigam as autoridades sanitárias e obedeçam em tudo aos médicos e cientistas pois estes sim foram formados para o cuidado com a saúde da população”.

Confira na íntegra:

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content