Operação policial prende dois criminosos e dá prejuízo de R$ 24 milhões ao tráfico de Macaé e Casimiro

Ação foi deflagrada pela Polícia Federal e teve o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar (PM) de Macaé; ocorrência foi registrada na tarde desta terça (7)

711
milhões

Uma operação deflagrada pela Polícia Federal (PF), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar (PM) de Macaé, nesta terça-feira (7), resultou na prisão de dois homens e apreensão de uma carga de drogas com valor estimado em R$ 24 milhões nos municípios de Casimiro de Abreu e Macaé.

Conforme a polícia, o primeiro elemento foi capturado em um veículo Jeep Renegade, na altura do posto da PRF em Casimiro de Abreu, na Região dos Lagos, quando foi abordado pelos agentes da PRF. Em um fundo falso abaixo dos bancos do carro, foram localizados 131 kg de pasta base de cocaína. A droga era oriunda do Rio de Janeiro e tinha como destino uma comunidade em Macaé.

Simultaneamente, em Macaé, no Norte Fluminense, agentes do Grupamento de Ações Táticas (GAT) foram informados pela PRF de que um veículo Prisma de cor branca estaria esperando a chegada do Renegade no Obelisco, para fazer trabalho de batedor da droga apreendida em Casimiro.

De posse das informações, os policiais militares foram até o local indicado e encontraram um homem, identificado como R.M.S.J., no automóvel. Ele foi abordado e, após ser indagado, confessou que seria o responsável pela transferência do entorpecente, que já havia sido apreendido. Sem saber sobre a captura do comparsa, o criminoso indicou ainda onde a droga estaria armazenada no outro veículo.

Os dois envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal (DPF) de Macaé, autuados e presos. Os veículos e o material entorpecente foram apreendidos. A pena para o tráfico de drogas pode chegar a 15 anos de prisão.

A ação ocorreu no âmbito da Missão Redentor, que foi estabelecida no Centro Integrado de Investigações e Operações de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, criada na Superintendência Regional da PF no Rio, em julho deste ano, e conta com um grupo de policiais especializados na área de inteligência no combate às organizações criminosas violentas voltadas ao tráfico de drogas e armas, corrupção e crimes ambientais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui