InícioDestaqueCASO PESSANO / Polícia Civil prende três suspeitos pela morte de...

CASO PESSANO / Polícia Civil prende três suspeitos pela morte de investidor na Região dos Lagos durante ‘Operação Pullback’

Youtuber Wesley Pessano, de 19 anos, foi assassinado a tiros na última quarta-feira (4), em São Pedro da Aldeia

A Polícia Civil prendeu três pessoas que estariam ligadas à morte do investidor de criptomoedas e youtuber Wesley Pessano, de 19 anos, na última quarta-feira (4), em São Pedro da Aldeia. Um homem apontado como o contratante do assassinato do rapaz foi preso nesta segunda-feira. Já o suspeito de ser o executor e mais um que teriam envolvimento foram presos na última sexta-feira, no Rio. Um deles estava no carro usado no assassinato. A Polícia Civil ainda não informou os nomes dos detidos. Uma das linhas de investigação é a guerra de mercado de investimento. Os investigadores procuram informações sobre quem mandou matar o rapaz.

Após o cruzamento de informações de inteligência da Polícia Civil em integração com a inteligência da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e inteligência da PF (Polícia Federal) de Cabo Frio foi verificado que o veículo usado no crime foi abordado pela PRF na Via Dutra, próximo ao Bairro Brás de Pina, sendo os ocupantes do veículo encaminhados à 27ª DP, local onde foi lavrado Auto de Prisão em Flagrante do motorista pelo crime de receptação, já que o veículo era clonado e havia sido roubado em Nova Iguaçu, em maio deste ano.

No endereço de um dos acusados, em Rio das Ostras, os policiais encontraram uma réplica de fuzil plataforma M16, igual os utilizados pelas forças policiais e forças armadas.

Diante das provas apresentadas, um deles acabou confessando a participação no crime,  o qual efetuou diversos disparos na vítima,  e confessou ter recebido cerca de 40 mil reais para compor a empreitada criminosa.

As investigações continuam visando identificar outros envolvidos no crime, bem como o mandante e a motivação do crime.

Na última quinta-feira (5), parentes do rapaz — que vieram do Rio Grande do Sul para liberar o corpo — prestaram depoimentos na 125ª DP (São Pedro da Aldeia). No dia seguinte, um sócio de Wesley também foi ouvido.

Os investigadores acreditam que a morte do investidor possa estar por trás de pelo menos três tentativas de assassinato em Cabo Frio, entre março e julho. Uma disputa de empresas por clientes de criptomoedas motivaria os crimes.

Segundo a Polícia Civil, outra hipótese levantada é de queima de arquivo. O grupo de investigação — composto pela delegacia de São Pedro da Aldeira, Cabo Frio, Armação de Búzios e Iguaba Grande — vai analisar os inquéritos que envolvam transações em criptomoedas na Região dos Lagos.

Wesley Pessano foi morto dentro de um Porsche na última quarta-feira. O automóvel avaliado em R$ 440 mil estava com duas marcas de tiro. O rapaz foi alvejado por vários disparos.

“A forca-tarefa da Polícia Civil do Rio de Janeiro que investiga a morte de Wesley Pessano Santarém, assassinado a tiros em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, na última quarta-feira, já prendeu três pessoas envolvidas no crime. O veículo utilizado na execução também foi apreendido. As investigações prosseguem com o grupo composto pela delegacia de São Pedro da Aldeira, Cabo Frio, Armação de Búzios, Iguaba Grande e 4º DPA”, diz em nota a corporação sobre o caso. 

*Com informações dO Globo.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content