Moradores da Praia do Siqueira, em Cabo Frio, denunciam igreja por perturbação do sossego

Som alto vindo da Igreja Metodista do Avivamento incomoda vizinhos há cerca de dois anos

3183

Moradores do bairro Praia do Siqueira, em Cabo Frio, estão há dois anos convivendo com o som estrondoso que vem de uma igreja que fica na Rua Irmã Joséfina da Veiga. Diversas reclamações já foram feitas, mas depois de muitas promessas, nada foi resolvido.

Vídeos mostram que o barulho que vem dos cultos da Igreja Metodista do Avivamento é tão alto que parece que a adoração está sendo realizada dentro da casa da denunciante. De acordo com o relato, o galpão fica muito próximo das residências e, por isso, o som invade e incomoda os moradores.

A denunciante, que prefere não ser identificada, afirma que reclama do incômodo desde os primeiros meses que a igreja se instalou no endereço. “No início, o responsável disse que não sabia que o som iria incomodar tanto e disse que faria um isolamento acústico”, conta. O tempo foi passando e como o problema não foi solucionado, alguns moradores do condomínio que fica atrás do galpão começaram a fazer denúncias para a Prefeitura.

Em resposta, a igreja tentou algumas medidas paliativas que não foram suficientes para diminuir o problema. “Ele disse que chamou uma empresa que fez uma avaliação e informou que o custo do isolamento total do local seria muito alto, então eles iriam se mudar do local até dezembro”, disse a denunciante.

Mesmo depois de anos nesse impasse, o responsável pela igreja continua dando novos prazos para a mudança, que não aconteceu em dezembro, como foi informado. Em meio a tantas promessas, eles ainda abriram uma nova unidade em Unamar, no segundo distrito, e não se mudaram. Por isso, a vizinha resolveu voltar a denunciar, desta vez abrindo uma reclamação junto ao Ministério Público.

“Isso muda tanto a vida da gente. A gente não consegue trabalhar de casa, estudar, assistir um filme, dormir. Um incômodo muito grande”, lamenta a mulher.

Ainda de acordo com a denúncia, a igreja abriu no auge da pandemia, em meio a decretos que proibiam o funcionamento de templos religiosos.

Ao Portal Rc24h, o pastor da Igreja Metodista do Avivamento afirmou que está saindo do local e deu o prazo do mês de abril. Ele disse ainda que o isolamento acústico feito não resolveu. “Nossa intenção não é atrapalhar e sim ganhar almas. Onde estamos é muita obra para fazer”.

Informada novamente sobre o problema, a Prefeitura de Cabo Frio informou que uma equipe de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento será enviada ao local para averiguar novamente o problema citado e tomar as medidas cabíveis. O governo municipal informou ainda que a mesma instituição já foi notificada para que providencie o isolamento acústico do imóvel, adequando-se à legislação e evitando a poluição sonora. O não cumprimento pode acarretar em penalidades previstas na legislação.

“A Fiscalização de Meio Ambiente está atenta às irregularidades relacionadas a casos de poluição sonora. Duas igrejas já tiveram o som embargado e foram multadas”. Denúncias podem ser feitas via Ouvidoria Municipal, pelo e-mail: ouvidoria@cabofrio.rj.gov.br; telefones: (22) 3199-9017 / (22) 3199-9018 / (22) 3199-9019, ramais: 234 – 256 – 257; ou Whatsapp: (22) 99928-2195, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 9h às 16h.



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui