InícioDestaqueHasteamento de bandeira marca início das comemorações dos 207 anos de Maricá

Hasteamento de bandeira marca início das comemorações dos 207 anos de Maricá

A segunda ação do dia foi a celebração de uma missa na igreja matriz de Nossa Senhora do Amparo, no Centro, pelo padre Max Celestino

Maricá deu início às comemorações pelos 207 anos de emancipação político-administrativa na manhã desta quarta-feira (26) com o hasteamento das bandeiras do Brasil, do Estado do Rio de Janeiro e de Maricá na frente da Prefeitura e realização de uma missa na igreja matriz de Nossa Senhora do Amparo, no Centro, pelo padre Max Celestino

A solenidade teve a participação do prefeito Fabiano Horta (PT), acompanhado da primeira-dama Rosana Horta, de agentes da Guarda Municipal, policiais militares do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), e de agentes da Secretaria de Ordem Pública (Seop).

“Esse ato é muito significante para a Guarda Municipal. Esse ano nós não tocamos os hinos em respeito às vítimas da Covid-19, mas é um ato solene que realizamos todos os anos, e para nós hoje está sendo um ato de liberdade para todos nós brasileiros estender a bandeira do Brasil nessa situação em que estamos significa esperança”, ressaltou Luciano Morete Lopes, comandante da Guarda Municipal.

Segundo a secretária de Educação Adriana Costa, é preciso ter esperança por dias melhores. “Agora já são dois anos distantes dos nossos alunos nesse dia, que fazem esse momento muito mais belo, muito mais vivo e colocam esperança na gente. Mas esse ano o nosso lema é a esperança de dias melhores. Fizemos o hasteamento da bandeira, vamos ter outros eventos de presentes para população hoje e aguardando tudo isso passar para que em 2022 a gente possa estar com essa avenida repleta de estudantes em homenagem a vida”, finalizou a secretária.

Sobre a Missa, o Padre Max Celestino afirma que “deseja que a cidade seja um local onde a justiça e a paz possam reinar. Muita gente nasceu aqui e outros escolheram Maricá para morar pela tranquilidade que a gente experimenta. Nesta santa missa rezamos por isso, não só pelo Brasil, mas pelo mundo que passa por uma situação muito difícil, onde não sabemos o que vai ser do futuro, mas pedimos para que sejamos construtores da justiça nesse momento de união”.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content