Militares inativos protestam contra governo do Estado e deputados em Cabo Frio

Dr. Serginho rebateu alegação da categoria de que salários de aposentados e pensionistas entrariam em defasagem em relação aos ativos

1619

Um grupo de militares realizou, na manhã desta terça-feira (1º), um protesto contra o governador, Cláudio Castro (PL), e o deputado estadual licenciado Dr. Serginho, em Cabo Frio.

O ato se concentrou no encontro da Rua João Pessoa com a Raul Veiga, no Centro da cidade.

Apesar do governador ter aumentado a gratificação dos militares estaduais, os manifestantes estão usando faixas com os dizeres “Fora Traidores”, em referência a votação na Alerj que manteve o veto de Cláudio Castro a trechos do projeto que cria segurança para os militares estaduais.

Segundo os manifestantes, os inativos, aposentados e pensionistas foram preteridos pelo governo do Estado, uma vez que os proventos deles “não vão mais acompanhar o salário dos ativos”.

O deputado estadual licenciado e secretário do Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr. Serginho, rebateu os manifestantes. Segundo ele, inativos e pensionistas receberam reajuste de 14%.

Além disso, foi abolido o desconto previdenciário incidente sobre os pensionistas que ganham até o teto de quase R$7 mil, “de forma que obtiveram um aumento de quase 28% nos rendimentos”.

De fato, militares da ativa receberam aumento de quase 57% já neste mês, mas o deputado explica que “os atuais militares não detém mais a possibilidade de subir um posto na carreira quando são aposentados, fato que todos os inativos tiveram o direito e essa a razão de aumentar a gratificação destes, para que não tenham prejuízo em relação aos que estão inativos“.

Além disso, Serginho lembrou que o estado do Rio de Janeiro está sob regime de recuperação fiscal e “por esta razão, não foi possível dar o aumento que eles pretendiam e merecem“.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui