Início Covid-19 Maricá retorna à bandeira laranja e endurece medidas de restrição

Maricá retorna à bandeira laranja e endurece medidas de restrição

A partir de sexta (26), haverá, entre outras ações para conter avanço da pandemia, o fechamento de vias públicas e implementação de barreiras sanitárias em dias de feriados e fins de semana

O prefeito Fabiano Horta anunciou nesta terça-feira (23) pelas redes oficiais da Prefeitura uma série de novas medidas de restrição na cidade para conter a disseminação do vírus causador da Covid-19. A partir desta sexta-feira (26) Maricá retorna à Bandeira Laranja, válida até o dia 5/4.

Pelas normas, fica estabelecido, entre outras ações, o fechamento de vias públicas e implementação de barreiras sanitárias em dias de feriados e fins de semana, a fim de conter o deslocamento e o fluxo de pessoas não moradoras da cidade em respeito aos protocolos de segurança sanitária. Serão oito barreiras localizadas em pontos estratégicos de acesso, entre eles o bairro do Espraiado, local que costuma atrair muitos turistas. “As barreiras lograram êxito quando fizemos no ano passado, muita gente desistiu de vir à cidade”, disse o prefeito Fabiano Horta.

A decisão foi tomada devido ao agravamento da pandemia no país, que afeta também Maricá, que se encontra neste momento com o seu pior quadro de ocupação de leitos disponibilizados desde o início da pandemia, apesar das medidas adotadas. As novas ações estão vigentes no novo Decreto Municipal, que altera o de nº 594, de 2 outubro de 2020, o qual dispõe sobre o plano de retomada de funcionamento dos estabelecimentos.

O prefeito lembrou que na semana passada o município se adequou ao conjunto de medidas tomadas pelo governo estadual para que o decreto tivesse o limite de restrição aumentado. Segundo Horta, ao longo desta semana a saturação da rede municipal de saúde mostrou um nível alto chegando a 95%.

“É preciso que haja nos próximos 10 dias, 15 dias uma restrição e uma diminuição das nossas atividades. Esse não é um apelo evasivo, essa não é uma fala desconexa com a realidade. É uma fala que visa sensibilizar as pessoas que sabemos o atual estágio da evolução sanitária no município e é preciso e necessário que tomemos medidas objetivas e diretas para poder diminuir as taxas de transmissão e voltar a ter a natureza das nossas atividades normalizadas”, disse o prefeito, assistido por mais de 5 mil pessoas nas redes sociais.

PAT e PAE prorrogados

As medidas restritivas estão acompanhadas de ações de suporte econômico. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Igor Sardinha, anunciou a continuidade do Programa de Amparo ao Trabalhador (PAT) e do Programa de Amparo ao Emprego (PAE) por mais dois meses (abril e maio) com o pagamento de uma ajuda no valor de R$ 1.045 por mês. Já o programa Renda Básica de Cidadania (RBC) igualmente mantém o crédito do valor emergencial de 300 mumbucas aos beneficiados por mais dois meses.

Reabertura de inscrições do Fomenta Maricá

Para os empresários, Igor Sardinha anunciou a reabertura das inscrições para o Fomenta Maricá, que oferta linhas de crédito destinadas aos microempresários, pequeno e microempreendedores individuais (MEI). A manutenção da distribuição de cestas básicas e kits de limpeza mensalmente aos que já recebem também foi divulgada por Sardinha. Com o anúncio da fase laranja, o realinhamento dos programas sociais anunciado pela Prefeitura para o início de abril, fica postergado pelo mesmo período.

Outra novidade anunciada pelo titular da pasta foi a prorrogação por mais três meses do prazo de carência do Fomenta Maricá, uma vez que os inscritos estariam dentro do prazo final de cumprimento da carência. “Essas são as medidas no sentido de encaramos o isolamento social não como obrigação, mas como direito ao isolamento social e de se proteger contra tudo isso”, disse.

Mais postos de vacinação

No âmbito da saúde, o município tem avançado na campanha de vacinação da sua população. De acordo com a secretária de saúde, Simone Costa, o município está recebendo mais doses, o que já permite uma ampliação da imunização. A secretária anunciou que partir desta quarta-feira (24) a cidade começa a vacinar idosos com idade de 78 anos ou mais até chegar à idade de 70 anos.

A quantidade de locais também vai mudar. “Vamos ampliar os postos fixos utilizando as escolas dos bairros para termos mais unidades fixas como Itaipuaçu, na Barra de Maricá, no Centro para termos mais pontos de vacinação e vamos ampliar o quantitativo de postos drive thru também”, afirmou Simone Costa.

A secretária se referia ao acréscimo de locais já a partir da segunda-feira (29), quando mais quatro postos instalados em Unidades de Estratégia de Saúde da Família serão incorporadas à rede atual. Assim, a Prefeitura chega a dez polos de vacinação com o objetivo de vacinar mais de mil pessoas por dia.

Veja o que é permitido e proibido

O vice-prefeito Diego Zeidan fez um apelo para que a população coopere para que a cidade ultrapasse esse momento delicado. “É um esforço coletivo, em um momento que precisamos nos unir para lutar contra a disseminação do vírus e impedir o colapso do nosso sistema de saúde. Quero pedir que todos fiquem em casa e que permaneçam em isolamento. Quem puder trabalhar de casa, que faça”, alertou.

Pelo atual documento, fica proibida a permanência em locais públicos de lazer como praias, lagoas, praças e parques, exceto para a prática de atividades físicas individuais, além de ser proibida a permanência de indivíduos nas vias, áreas e praças públicas no horário de 23h às 5h.

Fica proibido o estacionamento de veículos em toda a extensão da orla do município, exceto de moradores com comprovante de residência colocado à vista dos fiscais e o veículo com placa da cidade.

As equipes compostas pelos Fiscais de Posturas, Tributos, Guarda Municipal, Fiscal de Meio Ambiente e Vigilância Sanitária, encarregadas de fiscalizar o cumprimento do decreto tem a prerrogativa de aplicar multas a quem descumprir as regras.

É permitido:

Vacinação; funcionamento de hospitais e laboratórios; farmácias; supermercados; postos de combustível; lojas de conveniência; bancos e lotéricas; correios; açougues; aviários; hortifrutis; clínicas veterinárias; comércios varejistas de alimentação animal e atividades físicas individuais ao ar livre.

É permitido com restrição:

*Somente retirada no local e/ou delivery:

Bares; restaurantes; padarias; lanchonetes, cafeterias, docerias e similares; loja de vendas de autopeças; distribuidoras de água e gás; oficinas mecânicas e borracharias (somente agendamento individual e com portas fechadas). Estabelecimentos religiosos (com 30% da capacidade).

Não é permitido:

Ficar sem máscara; festas e aglomerações; eventos sociais; permanecer em vias, áreas e praças públicas das 23h às 5h; comércios e serviços não essenciais; salão de beleza; academias; estacionar veículos na orla das praias (exceto moradores); permanecer nas praias, lagoas, praças e áreas de lazer; consumo de no bar ou restaurante; jogos de futebol.

UNIDADES POLOS DE VACINAÇÃO DA SAÚDE DA FAMÍLIA:

  • Polo USF Central (ao lado do Posto de Saúde Central), no 1º Distrito;
  • Polo USF Ponta Grossa, no 1º Distrito;
  • Polo USF Marinelândia, no 2º Distrito;
  • Polo USF Barra, no 2° Distrito;
  • Polo USF Chácara de Inoã, no 3º Distrito;
  • Polo USF Inoã 2, no 3º Distrito;
  • Polo USF Jardim Atlântico, no 4º Distrito, e
  • Polo Santa Rita, na Escola Municipal Marquês de Maricá, ao lado da USF Santa Rita, no 4º Distrito.

UNIDADES VOLANTES DE VACINAÇÃO:

  • UVV – Aeroporto, para o 1º Distrito e
  • UVV Subprefeitura, para o 4º Distrito.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -

Mais Lidas

Skip to content