InícioSaúdeCovid-19Maricá recebeu 3.255 doses de vacina contra Covid-19 nesta segunda (7)

Maricá recebeu 3.255 doses de vacina contra Covid-19 nesta segunda (7)

Doses da Pfizer vão ser destinadas à vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades e para pessoas com comorbidades

A Prefeitura de Maricá recebeu, nesta segunda-feira (7) um novo lote de doses de vacinas contra a Covid-19. Ao todo, o município recebeu 3.255 doses, sendo 1.205 doses do imunizante Astrazeneca, 1.170 Comirnaty (Pfizer) e 880 Coronavac. Recebidas pela primeira vez, as doses da Pfizer vão ser destinadas à vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades e para pessoas com comorbidades. 

“Todo imunizante é muito bem-vindo para a nossa população. E Maricá está preparada para receber todos os imunizantes desenvolvidos, é preciso vacinar. A vacinação é um cuidado coletivo e não individual. A imunização em massa tem o poder de interromper a circulação do vírus e, assim, proteger a todos, vacinados e não vacinados”, comemorou a subsecretária de Saúde Solange Oliveira.

Maricá e mais 46 municípios, que tinham sido deixados de fora na primeira remessa, passaram a receber doses da Pfizer a partir desta segunda-feira (7). A justificativa apresentada pela Secretaria Estadual de Saúde é a de que “a nova distribuição foi possível devido à mudança na orientação de armazenamento das doses definida junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (Cosems)”, que antes exigia temperaturas mais baixas, obtidas em equipamentos especiais. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite a utilização de doses da Pfizer em um período de até 30 dias após o congelamento. 

A justificativa para o atraso na remessa de imunizante da Pfizer, no entanto, não bate com a realidade: antes mesmo de ser alterada a orientação de armazenamento, a Prefeitura de Maricá já havia solicitado o envio à cidade por ser, ao lado da capital e de Nova Iguaçu, uma das três únicas com equipamento especial para o armazenamento.

O pedido, tanto para a guarda, quando para o uso, foi ignorado. Também o critério de distribuição apresentado para o não envio das Pfizer a Maricá é alvo de questionamentos. O estado usa o dado demográfico do Censo de 2010 – que atribui 127 mil habitantes a Maricá e só cidades com mais de 150 mil habitantes receberiam o imunizante da Pfizer – mas de acordo com a atualização do próprio IBGE em 2020, a cidade aparece com 164 mil habitantes. O outro critério é o município estar a até duas horas e meia do centro da capital. Maricá está à pouco mais de uma hora do Centro do Rio.

A cidade de Maricá possui, atualmente, um importante instrumento de auxílio ao combate à pandemia da Covid-19. O local de armazenamento de doses das vacinas, o Núcleo Municipal de Imunização Dr. Heitor da Costa Matta, localizado no Centro da cidade, conta com 7 câmaras refrigeradoras e 2 freezers científicos com capacidade de manter temperaturas de – 15 ºC a – 35 ºC graus centígrados.

O núcleo conta, ainda, com gerador e nobreaks (equipamento que garante o fornecimento de energia elétrica por baterias por até 12 horas) para dar suporte de segurança em eventuais quedas de luz. As câmaras também têm um sistema de autonomia de suporte de segurança.

Neste domingo (6) a Prefeitura divulgou o novo cronograma de vacinação contra a Covid-19. Além de imunizar os integrantes dos grupos prioritários, voltam a ser vacinados pessoas sem comorbidades, pessoas em situação de rua.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content