Início Covid-19 Maricá monta barreiras sanitárias no primeiro dia da Bandeira Laranja

Maricá monta barreiras sanitárias no primeiro dia da Bandeira Laranja

Bloqueios funcionarão durante este fim de semana e no feriado da Semana Santa, que inicia na quinta-feira (1º/4)

A sexta-feira (26) foi o primeiro dia em vigor da nova Bandeira Laranja que restringe o funcionamento de algumas atividades não essenciais em Maricá. Com o objetivo de reduzir o risco de avanço da pandemia de Covid-19, o município voltou a realizar barreiras sanitárias em locais estratégicas da cidade.

De acordo com o secretário de Ordem Pública e Gestão de Gabinete Institucional (Seop), Júlio Veras, quem não comprovar vínculo de trabalho em atividade essencial ou residência em Maricá, terá que retornar a viagem. Já os condutores de veículos que não respeitarem as barreiras sanitárias, serão devidamente multados.

“Nos próximos dez dias quem quiser visitar a nossa cidade terá que deixar para depois. Maricá está fechada para visitação”, alertou Júlio Veras. ” Somente nas primeiras três horas de operação no bloqueio em frente ao condomínio Vivendas em Itaipuaçu, 35 veículos tiveram que retornar a sua origem”, destacou o secretário.

Ao todo são oito pontos de barreira presentes em Itaipuaçu/Vivendas, Itaipuaçu/Recanto, Itaipuaçu/Cajueiro, Espraiado, Ponta Negra, Ponta Negra/Sacristia, Bambuí e Barra/Zacarias.

As barreiras sanitárias estarão funcionando durante o final de semana (26, 27 e 28) das 8h às 20h, e durante o feriado da Semana Santa, que inicia na quinta-feira (1/4) quando recomeça a operação.

Veras destacou ainda que Maricá conta atualmente com um efetivo de 250 homens dia e 32 viaturas em serviço, empenhados não somente nas oito barreiras sanitárias, mas também na fiscalização de toda orla, espaços públicos, comércio, além dos postos de vacinação.

“Contamos também com 119 câmeras de vigilância que nos auxiliam no controle e monitoramento do fluxo de veículos na cidade”, lembrou o secretário.

“Finalmente estão realizando essas barreiras. Sou totalmente favorável a aplicação dessas medidas e por mim elas já poderiam estar acontecendo todos os fins de semana. É de extrema importância esse tipo de iniciativa e desejo de verdade que as barreiras continuem acontecendo”, pediu Ricardo Rubim, morador de Itaipuaçu.

Francisco Câmara e Nazaré Cecília, moradores de Ponta Negra, também aprovaram a operação. “Maricá está mais do que certa em retornar com as barreiras sanitárias. O trabalho é esse mesmo. Infelizmente é muita aglomeração, muita gente na praia e toda medida implantada para combater essa pandemia é bem- vinda”, avaliou Francisco.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -

Mais Lidas

Skip to content