InícioBrasilManifestantes fazem protesto contra Bolsonaro, em Cabo Frio, nesta sexta-feira (28)

Manifestantes fazem protesto contra Bolsonaro, em Cabo Frio, nesta sexta-feira (28)

Organizadores também vão se reunir no sábado (29) e seguem para a capital, onde acontecerá um ato, a partir das 10h, no Monumento Zumbi dos Palmares

A lentidão na vacinação contra a Covid, que já matou mais de 454 mil pessoas, e as medidas de contenção ao avanço da pandemia no Brasil vão mobilizar moradores da Região dos Lagos nesta sexta-feira (28), às 17h, em Cabo Frio, na Praça Porto Rocha, em protesto contra o presidente Jair Bolsonaro. O movimento também acontecerá em todo o país neste sábado (29).

Também em Cabo Frio, um protesto pró-Bolsonaro aconteceu no dia 1º de maio, uma semana após o início da CPI da Covid-19, que tem como finalidade investigar se houve negligência por parte do Governo no enfrentamento à pandemia.

O protesto desta sexta vai reunir grupos políticos (UP, PSTU, PSOL, PT, PSB) e entidades sociais (MMRL, UCE, SEPE LAGOS, MOVIMENTO NEGRO PERIFA ZUMBI). No sábado, os organizadores seguem para a capital para o ato que acontecerá às 10h, no Monumento Zumbi dos Palmares, centro do Rio.

Chantal Campello, do diretório estadual da UP (Unidade Popular), explica o porquê da população precisar se reunir em protesto no meio de uma pandemia. “Para gente, é determinante iniciar um calendário de lutas nas ruas. Infelizmente precisamos tomar essa decisão porque o presidente da República, Jair Bolsonaro e sua corja se mostraram mais perigosos que o próprio vírus que está circulando”, afirma.

“É miséria de não conseguir ir ao mercado e comprar sua refeição, garantir a compra do mês por conta dos altos preços dos alimentos, porque o auxílio emergencial foi reduzido pela metade e não garante a manutenção de uma família. Temos que ocupar as ruas, senão nosso povo não vai parar de morrer”, disse Chantal. “Isso é um projeto de assassinar nossa classe trabalhadora, porque existem medidas que podem amenizar o que estamos vivendo, como por exemplo, a vacina que não está sendo levada a sério”, concluiu.

Vale lembrar que é necessário o uso de máscara de proteção e álcool e gel, além das medidas de prevenção à disseminação do coronavírus.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content