InícioSaúdeCovid-19Mais de 50% da população adulta de Maricá está vacinada contra Covid-19

Mais de 50% da população adulta de Maricá está vacinada contra Covid-19

Com a primeira dose o número atinge 85% dos moradores maiores de 18 anos

Foi divulgado nesta quinta-feira (16), o balanço de da vacinação contra Covid-19 de Maricá, trazendo a informação de que mais de 50% da população adulta da cidade, correspondente a 66 mil pessoas, já completou o esquema vacinal. Com a primeira dose, são 111.931 (85,5%) pessoas maiores de 18 anos.

A secretária municipal de Saúde, Solange Oliveira, comemorou a conquista e reforçou a importância da segunda dose.

“Esse número representa todo o esforço das nossas equipes nesta campanha. Mesmo com a falta de repasse dos imunizantes em diversas situações, Maricá conseguiu uma vacinação imponente, pois reservou desde o início as doses destinadas para a segunda aplicação. E vamos continuar avançando”, enalteceu a secretária.

“Podemos ver que a vacinação está surtindo efeito. Temos uma taxa de ocupação de leitos de covid em queda. Neste momento está em 56%, bem abaixo da média do Estado. Mas temos que lembrar que é fundamental que todos tomem a segunda dose para garantir a maior eficácia do imunizante e a população esteja mais protegida”, completou.

Maricá continua com a vacinação da segunda dose de todos os imunizantes (AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac) na cidade, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Estão disponíveis os seguintes polos: Unidade de Saúde da Família (USF) Central; USF Jardim Atlântico; USF Chácaras de Inoã; USF Marinelândia; Unidade Volante de Vacinação (UVV) do Centro Administrativo de Itaipuaçu e do Aeroporto de Maricá.

Outros quatro polos funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 14h, para aplicação da segunda dose. São eles: USF Barra, USF Inoã 2, USF São José 2 e USF Barroco.

Repescagem de adultos

Nesta sexta-feira (17), o município faz uma repescagem da vacinação contra a Covid-19 para todas as pessoas com 18 anos ou mais. A vacinação ocorre em todos os polos e Unidades Volantes de Vacinação (UVV) da cidade, de 9 às 16h. Os quatro novos polos também vão oferecer a vacina: USF Barra, USF Inoã 2, USF São José 2 e USF Barroco, que funcionam de segunda a sexta-feira, de 9h às 14h.  

Dose de Reforço

Nesta sexta-feira (17) acontece a vacinação com a dose de reforço para idosos com 93 anos ou mais. Essa aplicação também está disponível para os imunossuprimidos (pessoas com baixa imunidade) de qualquer idade que tenham as duas doses há 28 dias ou mais. A vacinação com a dose de reforço começou na quarta-feira para idosos com 95 anos ou mais e nesta quinta-feira chegou ao público de 94 anos ou mais.

Documentação

Os idosos precisam apresentar os seguintes documentos: comprovantes da primeira e segunda dose, documento de identidade com foto e CPF em um dos seis polos de vacinação da cidade. Os idosos acamados podem receber a vacina em casa. Basta entrar em contato com a unidade de referência para agendar o atendimento. 

No caso dos imunossuprimidos, além do comprovante com as duas doses completas e da documentação com foto e CPF, é necessário laudo médico que comprove a condição de saúde.

De acordo com a lista divulgada pelo Ministério da Saúde, poderão se vacinar pessoas com imunodeficiência primária grave, quimioterapia para câncer, transplantados de órgão sólido ou de células tronco, pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 <200 céls/mm3; pacientes em hemodiálise ou com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Também estão na lista as pessoas que fazem uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias ou uso de drogas modificadoras da resposta imune, conforme lista abaixo:

Metotrexato; Leflunomida; Micofenalato de mofetila; Azatiprina; Ciclofosfamida; Ciclosporina; Tacrolimus; 6-mercaptopurina; Biologicos em geral (infliximabe, etanececept, humira, Adalimumabe, Tocilizumabe, Canakinumabe, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacepte, Secukinumabe, Ustekinumabe); Indicadores da JAK (Tofacitinibe, Baracitinibe e Upadacitinibe).

O calendário vai ser divulgado semanalmente conforme a chegada de novas doses pelo Ministério da Saúde.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content