InícioRegião dos LagosAraruamaMãe acusa ex-companheiro desempregado de sequestrar filho do casal após briga em...

Mãe acusa ex-companheiro desempregado de sequestrar filho do casal após briga em Araruama

Segundo denúncia, homem sumiu com o bebê de sete meses há mais de 15 dias. Mãe também o acusa de maus tratos

Uma mãe de Araruama, no bairro Clube dos Engenheiros, denunciou o desaparecimento do filho de sete meses, após o ex-companheiro e pai da criança, atualmente desempregado, levá-la no dia 24 de janeiro, às 22h. A ocorrência foi registrada após uma discussão familiar, onde a mulher acusou o homem de negligenciar os cuidados com os dois filhos mais velhos, de 4 e 11 anos, de quem o homem é padrasto.

Conforme a denúncia, tudo aconteceu quando a mãe, ao retornar do trabalho por volta das 14h40, foi abordada pelos dois filhos mais velhos, que estavam chorando de fome. O padrasto, como estava desempregado, ficava responsável pelo cuidado das crianças enquanto a mãe trabalhava como camareira em Cabo Frio.

“Eu cheguei do trabalho e meus filhos de 4 e 11 anos vieram me pedir comida pois estavam passando mal de tanta fome. (…) Perguntei se (o padrasto) não tinha feito nada pra eles comerem, eles disseram que não, que só tinham comido umas torradas que tinha em casa e suco de limão da árvore que tem no quintal de casa”, explica a mãe, que saiu de casa por volta das 4h40.

A mulher afirma, ainda, que a situação de maus tratos aos menores estava tão crítica que um dos meninos chegou apresentar indisposição. “Meu filho de 11 anos inclusive passou mal e vomitou e foi obrigado a limpar onde havia sujado na casa e lavar o banheiro”.

Ela explica que a razão pela qual o homem não comida para as crianças seria porque estava dormindo com o bebê. E, ao ser questionado sobre, ele teria colocado a culpa no menino de 11 anos, o ofendendo com diversos xingamentos.

“Quando fui tirar satisfação, o mesmo quis culpar meu filho de onze anos, e começou os insultos, chamando de vagabundo, imprestável. Eu, em defesa do meu filho, comecei os insultos a ele também”, declarou a mãe.

Depois de toda a discussão, sem consentimento da mulher, o homem pegou o bebê e, em posse de apenas uma mochila com o cartão de vacinas e receitas médicas, além da certidão de nascimento do filho de quatro anos dela, e saiu, sem dizer o endereço.

Ela também o acusa de abuso físico e psicológico, especialmente contra o filho dela mais velho, afirmando que ele o agredia. “Ele fazia chantagens psicológicas também para os meninos não me contarem sobre os castigos, falando que seria pior”, conta, mostrando a foto de uma marca de uma agressão por cinto na pele do menino.

A maior preocupação da mãe é pela saúde e bem-estar do filho pequeno, tendo em vista que o ex-companheiro encontra-se desempregado. Ela realizou um boletim de ocorrência na 118ª DP (Araruama) e conseguiu uma medida protetiva, que obriga o ex-companheiro a manter distância dela e de seus familiares de pelo menos 200 metros, mas o documento não especifica nada em relação ao bebê de sete meses. Apesar disso, ele segue entrando em contato para ameaçá-la, chantageá-la com mensagens antigas e dizer que não devolverá a criança.

Entretanto, ao denunciá-lo ao Ministério Público e ao Conselho Tutelar, a mulher conseguiu um mandado de busca e apreensão do menor, pelo mesmo se encontrar em risco, afinal, o mesmo encontra-se desaparecido há mais de 15 dias. Pelas mensagens que recebe, a mãe suspeita que o ex-companheiro, que não tem familiares em Araruama, está hospedado na casa de amigos.

A mulher apresentou documentos mostrando que Conselho Tutelar e o Ministério Público estão investigando o caso, tendo emitido o mandado. Contudo, até o momento, o processo encontra-se se atualizações, porque as autoridades não conseguem encontrá-lo.

Diante dos fatos, o RC24h entrou em contato com a Polícia Civil, questionando em que pé estão as buscas pelo suspeito, e aguarda retorno.

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida e pós-graduanda em Assessoria de Imprensa, Jornalismo Estratégico e Gestão de Crises pela Universidade Castelo Branco.

Já atuou como apresentadora na Jovem TV Notícias, em 2021. Escreve pelo Portal RC24h há três anos e atua, desde julho de 2022, como repórter do Jornal Razão, de Santa Catarina.

É autora publicada, com duas obras de romance e mais de 500 mil acessos nas plataformas digitais.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo