Jovem cabo-friense recebe prêmio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

O rapaz foi um dos contemplados ao apresentar o projeto "No Rolê da Criatividade", um curso de escrita criativa que ele vai disponibilizar gratuitamente no seu canal do YouTube.

254

O jovem cabo-friense Davi Mendonça Cardoso, de 19 anos, recebeu nesta terça-feira (21), o prêmio do edital “Cultura Inclusiva nas Redes”, uma iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. A cerimônia aconteceu na Biblioteca Parque, na cidade do Rio de Janeiro, com a participação da Secretária Danielle Barros e integrantes da equipe da pasta, bem como a comissão de avaliadores dos projetos inscritos.

O rapaz foi um dos contemplados ao apresentar o projeto “No Rolê da Criatividade”, um curso de escrita criativa que ele vai disponibilizar gratuitamente no seu canal do YouTube.

“Observei que, com o isolamento social, muitas pessoas passaram a ter vontade de escrever, mas não sabem como começar. Então decidi criar um curso para ajudá-las nesse sentido. O curso é para todos e todas, mas tem um olhar mais direcionado para pessoas que apresentam algum tipo de deficiência, que têm um processamento diferenciado”, explica Davi, que também é escritor e está dentro do espectro do autismo.

No mesmo dia, ainda na sede da Sececrj, o jovem teve um encontro com o secretário de Cultura de Cabo Frio, Clarêncio Rodrigues, que deu uma mensagem de incentivo ao rapaz, anunciando um projeto para teatro de bonecos que vão desenvolver juntos.
Na cerimônia, a secretária Daniella afirmou que agora o estudante cabo-friense vai ser um divulgador do “Cultura Inclusiva nas Redes”.

“Davi agora é um embaixador do nosso edital. Vai estimular e inspirar outras pessoas a ousarem inscrever seus projetos no edital do próximo ano”, afirmou a secretária.

O jovem encerrou sua participação agradecendo a oportunidade e convocando o público a incentivar ações que abrem oportunidade para as pessoas que apresentam deficiência. “Vamos em frente, por um mundo mais inclusivo, anticapacitista, mais respeitoso e igualitário”, concluiu Davi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui