Funcionária da Caixa Econômica de Saquarema é presa por fraude no auxílio emergencial

Fato foi denunciado pela própria corregedoria da agência bancária; prisão aconteceu nesta quinta (28) pela PF, em Bacaxá

1099

Na tarde desta quinta-feira (28), a Polícia Federal (PF) prendeu uma funcionária da Caixa Econômica Federal, da agência de Bacaxá, distrito de Saquarema, pela prática do crime de inserção de dados falsos em sistemas da Administração Pública com a finalidade de obter vantagem indevida.

A Corregedoria da Instituição Bancária noticiou que a referida funcionária estaria simulando atendimento de dezenas de titulares de benefícios sociais, permitindo que criminosos realizassem, por meio do aplicativo CAIXA TEM, transferências dos valores do auxílio emergencial para uma determinada conta em nome de terceiro.

Segundo a PF, foram reunidos elementos indicativos de que a funcionária já vinha realizando tal tipo de fraude há alguns meses.

A presa responderá pelo crime previsto no artigo 313-A do Código Penal, cuja pena pode chegar a 12 anos de reclusão e as investigações serão direcionadas para identificar os elementos responsáveis pela cooptação da funcionária.

Sobre a situação, em nota, a Caixa disse o seguinte:

“A CAIXA informa que atua conjuntamente com a Polícia Federal e demais órgãos de segurança pública nas investigações e operações que combatem a fraude.
 
O banco ressalta ainda que monitora seus produtos e serviços na identificação e investigação de casos suspeitos e na prevenção a fraudes e golpes.

A CAIXA reforça que informações sobre eventos criminosos em suas unidades são repassadas exclusivamente às autoridades policiais, e ratifica que coopera integralmente com as investigações dos órgãos competentes.

Adicionalmente, esclarecemos que a CAIXA possui estratégia, políticas e procedimentos de segurança para a proteção dos dados e operações de seus clientes e dispõe de tecnologias e equipes especializadas para garantir segurança aos seus processos e canais de atendimento”. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui