InícioRegião dos LagosCabo FrioFirjan se reúne com prefeita de Cabo Frio e debate sobre atuação...

Firjan se reúne com prefeita de Cabo Frio e debate sobre atuação para desenvolvimento da Região dos Lagos 

Iniciativa visa fortalecer ações voltadas para o crescimento da indústria, melhoria na mobilidade urbana e qualificação de mão de obra

A ampliação das ações da Firjan pela Região dos Lagos, com foco no desenvolvimento da indústria, foi tema do primeiro encontro do ano entre a federação e a prefeita de Cabo Frio, Magdala Furtado, nesta quarta-feira (10). O presidente em exercício da Firjan, Luiz Césio Caetano, acompanhado do presidente da Firjan Leste Fluminense, Ricardo Fernando Guadagnin, teve a oportunidade de apresentar projetos potenciais para o município e cidades vizinhas no que se refere à qualificação de mão de obra e melhoria de infraestrutura. 

Na ocasião, foi formalizada a continuidade da parceria para seguir com o Programa Calçada Acessível e, ainda, foi apresentado o projeto de instalação de uma nova Unidade Operacional Firjan SENAI SESI que está em estruturação em São Pedro da Aldeia. A previsão é estender os atendimentos ainda no primeiro semestre de 2024. 

Um dos propósitos do encontro foi aproximar a atual gestão do município de Cabo Frio ao novo projeto que beneficiará toda a Baixada Litorânea. “A Firjan atua para desenvolver todo o estado e, no Leste Fluminense, Cabo Frio capitaneia esse desenvolvimento, atraindo interesse de todas as regiões. A federação quer fortalecer a parceria no sentido de criar um ambiente de negócio mais fortalecido, com mobilidade e mão de obra adequados para o desenvolvimento da indústria”, destacou Luiz Césio Caetano. 

Já o presidente da Firjan Leste Fluminense, Ricardo Guadagnin, destacou propostas que visam a atrair novos investimentos e fortalecer o mercado de trabalho. “A Firjan muito tem a contribuir com a capacitação de mão de obra para a região, que será possível a partir da instalação da nova unidade, com os cursos que podem ser ofertados em parceria com a prefeitura”, comentou o empresário, enfatizando os ganhos que a região poderá ter a partir de ações voltadas para o desenvolvimento de setores como Turismo, Moda Praia, Construção Civil e Logístico.  

Após assinar a carta de intenção para a continuidade do programa Calçada Acessível, a prefeita reforçou a importância da parceria para o desenvolvimento de Cabo Frio. “A nossa cidade precisa de cursos de capacitação, crescimento das indústrias e de todas as empresas. Precisamos fazer com que a cidade evolua, e a Firjan pode nos ajudar a melhorar a vida da nossa população”, destacou Magdala Furtado. 

Melhoria da infraestrutura  

A continuidade do Calçada Acessível foi enfatizada pelo coordenador do programa, Luiz Gustavo Guimarães. A iniciativa já havia sido iniciada na gestão anterior, chegando a ter a elaboração do manual técnico de calçadas. “Voltamos para reforçar com a nova gestão municipal a importância de dar continuidade ao trabalho que já vem sendo feito e que tem contribuído para o desenvolvimento local”, destacou Guimarães, que também é especialista técnico do Centro de Referência da Firjan. 

Pelo Leste Fluminense, o programa já percorreu dez cidades e até o momento teve também a adesão dos municípios de Búzios, São Pedro da Aldeia, Maricá, Rio Bonito, Itaboraí e Tanguá. O objetivo é oferecer à população melhores condições de mobilidade e, para isso, são pensados projetos de infraestrutura urbana, garantindo acessibilidade em calçadas e em espaços públicos.  

Criado em 2010, o Calçada Acessível é estabelecido de forma conjunta entre a Firjan e as prefeituras e é fruto da parceria entre a federação e a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP). Ao todo, 35 municípios do estado já foram envolvidos, tendo 1.800 profissionais capacitados e a criação de cinco leis e seis decretos voltados para a melhoria da mobilidade urbana. 

Maior oferta de formação profissional  

Além da apresentação do projeto de implantação da nova estrutura da Firjan SENAI SESI em São Pedro da Aldeia, ainda foram destacadas iniciativas que estão sendo implementadas, como a do Centro Educacional Miguel Couto. O local será utilizado para receber as Escolas Móveis da Firjan SENAI com vagas em cursos profissionalizantes, como o de Assistente Administrativo, Logística, Informática e Panificação e Confeitaria.  

“A nossa proposta é poder ampliar a oferta de cursos por meio dessas unidades móveis de diversos segmentos industriais que podem ser instaladas em parceria com instituições públicas e privadas, o que facilita o acesso dos jovens à formação profissional”, ressaltou Anderson Carolo, gerente executivo regional da Firjan, que também destacou outras ações realizadas na região, como a oferta de cursos profissionalizantes por meio de projeto realizado com a Secretaria de Estado de Educação. 

MTb 0022570/MG | Coordenadora de Reportagem | Site do(a) autor(a)

Pós-graduada em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi; e graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida.

Atuou como produtora/repórter na Lagos TV, Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo, apresentadora na Rádio Costa do Sol FM e editora no Blog Cutback. É repórter no Portal RC24h desde 2016 e coordenadora de reportagem desde 2023, além de ser repórter colaboradora no jornal O Dia/Meia Hora. Também é criadora de conteúdo para a Web 3.0 na Hive.

Vencedora do 3º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental, na categoria web.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo