Filho de uma cabo-friense, menino ferido no jogo do Flamengo vai ao CT e conhece jogadores

Além do convite de vir ao Brasil com tudo pago, o clube proporcionou um dia para conhecer o time e os jogadores. Thiago e a mãe, Daniele, vão assistir ao jogo de volta, nesta terça (17), no Maracanã

468
Thiago com seu ídolo, o jogador Mauricio Isla / Foto: Redes Sociais

Nesta segunda (16), o chileno Thiago Carvalho, de 10 anos, ferido após ter sido atingido por um sinalizador no rosto, perto do olho direito, em uma partida do Flamengo contra a Universidad Católica, no Chile, no dia 28 de abril, teve um dia para carregar pra sempre na memória. O garoto, junto de sua mãe Daniele Carvalho, foi convidado a uma visita ao Centro de Treinamento do Flamengo, conheceu jogadores e, nesta terça-feira (17), assistirá ao jogo de volta no Maracanã, dentro do camarote da diretoria do clube. E já deu até um palpite: “vai ser 3 a 1”, disse ele.

No dia do incidente, de acordo com Daniele, que é cabo-friense mas mora há 14 anos no Chile, como a partida foi fora do Brasil, muitos torcedores brasileiros estavam lá em apoio ao time. Entre eles, havia um homem chamado Fernando Sampaio, dono de uma agência de viagens do Rio de Janeiro. Daniele e Fernando não se conheciam, mas após o ocorrido ele foi uma das pessoas que deu suporte ao Thiago, ajudou a descê-lo da arquibancada e o levou até a ambulância.

Dois dias depois, em 30 de abril, Fernando conseguiu o contato da Daniele e fez a proposta deles virem ao Rio, com passagens e hotel de frente para a Avenida Atlântica, pagos por sua agência. Ela aceitou o convite e, segundo relata, Fernando, que também é flamenguista desde pequeno e acompanhou toda a situação, ficou comovido e queria proporcionar um momento bom ao menino. Posteriormente, tomando conhecimento do acordo entre os dois e da vinda ao Rio, o presidente do Clube de Regatas do Flamengo, Rodolfo Landim, entrou em contato e convidou o Thiago para a visita.

“Quando saiu a notícia que a gente vinha pro Brasil, o presidente do Flamengo, Landim, convidou a gente para o Thiago conhecer o Ninho do Urubu, conversar com os jogadores e assistir o jogo no camarote deles”, disse a mãe do menino.

VISITA AO CLUBE

No Ninho do Urubu, que é o centro de treinamento utilizado pela equipe de futebol profissional do Flamengo e por suas categorias de base, o garoto conheceu seu ídolo, o jogador Maurício Isla, e também pode conversar com Gabigol, Arrascaeta, Everton Ribeiro e muitos outros.

“Todos! Desde que a gente entrou no Ninho do Urubu, os administradores… até o Braz, que é vice presidente, atendeu a gente extremamente bem! Um carinho inexplicável com meu filho”, exclamou Daniele sobre a recepção que teve no local.

Eles também ganharam camisas personalizadas do time, foram até a Sede da Gávea com o Landim para uma visita, e nesta terça-feira (17), assistirão ao jogo contra a Universidad Católica, no Maracanã, dentro do camarote da diretoria do clube.

SAÚDE DO THIAGO:

Segundo a mãe, o Thiago estava lá no estágio brincando, torcendo e se divertindo quando o acidente aconteceu. Por isso, ele está sendo acompanhado por um psicólogo. A queimadura perto do olho, resultado do contato do sinalizador com a pele do menino, está cicatrizando e precisa ficar coberta para não infeccionar.

“Thiago está bem! E foi um dia que deixou ele tão feliz… muito tempo que eu não via meu filho feliz assim. Ele já estava feliz com o convite, e quando chegou aqui estava curioso, ansioso… Foi uma coisa tão ruim que aconteceu, mas agora está acontecendo uma coisa muito boa pra ele e pra quem ama o futebol”, concluiu Daniele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui