‘Faraó dos Bitcoins’ é indiciado por lavagem de dinheiro pela PF

Relatório foi encaminhado para análise do Ministério Público Federal (MPF); investigadores descobriram que Glaidson Acácio dos Santos investiu em outra criptomoeda além dos bitcoins

1589

Glaidson Acácio dos Santos foi indiciado pela Polícia Federal (PF) por lavagem de dinheiro e ocultação de bens. O relatório já foi encaminhado para o Ministério Público Federal (MPF), que vai analisar para aceitar ou não o indiciamento do Faraó dos Bitcoins.

Conforme a PF, os investigadores descobriram que Glaidson investiu em outra criptomoeda, conhecida como Dash, diversificando as aplicações. Até então, era de conhecimento que o ‘faraó’, a mulher, Mirelis Yoseline Diaz Zerpa; e a GAS Cnsultoria investiam em Bitcoins.

A moeda digital Dash é usada em pagamentos on-line e considerada, inclusive, como uma alternativa aos cartões bancários e dinheiro. Na conta de Glaidson na Dashcore foi encontrado um saldo de R$ 90 milhões.

O Faraó dos Bitcoins é reu em ações que o acusam de fraude contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e homicídios. Ele segue preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste da capital. Segundo informações, o sistema patrocinado por Glaidson movimentou cerca de R$ 38 bilhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui