EXCLUSIVA/ Mulher encontrada morta no Canal Itajuru era de São Paulo; ela morava em Cabo Frio há cerca de um ano

Família de Gisele Vieira, de 49 anos, chega ao município nesta quinta-feira (28) para liberar e sepultar o corpo

9685

O caso da mulher encontrada boiando no Canal Itajuru, em Cabo Frio, nesta segunda-feira (25), tem novas informações. Identificada como Gisele de Castro Vieira, de 49 anos, a vítima era natural de Salto, interior de São Paulo, e morava no município cabo-friense desde o ano passado.

A informação dada por familiares aponta que Gisele se mudou para morar com o marido, o qual tinha um relacionamento há quatro anos. Ainda de acordo com uma parente, a mulher era alcoólatra e usuária de drogas. Ela não estava desaparecida e tinha o hábito de beber e sair.

A causa da morte está sendo investigada e o laudo da necropsia sai na próxima semana. O filho de Gisele segue de Salto para Cabo Frio e é quem vai liberar o corpo nesta quinta-feira (28), quando deve ser sepultado.

Relembre o caso

O corpo de Gisele de Castro Vieira, de 49 anos, foi encontrado na manhã de segunda-feira (25), por volta das 6h30, no Canal Itajuru, no Portinho, em Cabo Frio.

Conforme testemunhas, a vítima que estava só de biquíni e e foi localizada já sem vida boiando nas proximidades da Ponte Feliciano Sodré.

O Corpo de Bombeiros esteve no local e realizou remoção do cadáver para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia para identificar a causa da morte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui