Criança de dez anos sofre injúria racial em Cabo Frio

“Olha lá a sereia preta”, disse o turista que foi conduzido para a delegacia e liberado sob fiança de R$ 2 mil

2390

Uma criança de apenas 10 anos foi vítima de injúria racial nesta sexta-feira (15), em Cabo Frio. A menina estava sendo fotografada, vestida de sereia Ariel, quando um grupo de turistas se aproximou e ficou rindo da cena. Um deles disse, caçoando, “Nunca vi sereia preta, olha lá a sereia preta”.

A Guarda Municipal acionada, deteve o suspeito e o levou para a 126ª Delegacia Policial, onde ele foi preso em flagrante pelo crime de injúria racial, mas o homem foi liberado após pagar fiança de R$ 2 mil.

De acordo com a Guarda Municipal, a criança estava acompanhada com os pais e ficou muito abalada na DEAM, onde o caso foi apresentado. Foram para a delegacia, a família da menina, o acusado, a esposa dele e um amigo, que segundo testemunhas, quase foi linchado.

Vale lembrar que a princesa Ariel, do clássico da Disney “A Pequena Sereia” será interpretada por Halle Bailey, uma atriz negra, em sua live action. O assunto foi destaque no jornal RJTV e a apresentadora Ana Carolini Mota, uma mulher negra, ficou tão abalada que se emocionou ao vivo. “Entendam… A nossa cor, o nosso cabelo, as nossas raízes, não tem preço”, disse a jornalista.

A Prefeitura de Cabo Frio emitiu uma nota de repúdio. Confira:

“A Prefeitura de Cabo Frio repudia qualquer tipo de discriminação, seja por raça, gênero, orientação sexual, religião, ideologia, origem étnica ou diversidade funcional. Por acreditar que o município é um lugar de todos e para todos, a gestão municipal trabalha, diariamente, na implementação de políticas públicas de inclusão.

Na quinta-feira (14), um turista foi detido pela Guarda Civil Municipal, após crime racial, contra uma criança de 10 anos de idade. Ele foi conduzido para a delegacia, onde a ocorrência foi registrada, sendo liberado sob fiança.

A Prefeitura reforça que os agentes da Guarda Municipal agiram em conformidade com a Lei e com a ideologia do município. A Coordenadoria Geral de Promoção da Igualdade Racial já está ciente do caso e na segunda-feira (18), tomará as medidas cabíveis em defesa da vítima.

A Prefeitura destaca por fim, que Cabo Frio está de braços abertos aos turistas e visitantes, buscando receber a todos da melhor maneira possível. Contudo, atitudes racistas ou de qualquer outra natureza discriminatória não são bem vindas e devem ser punidas dentro da lei”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui