InícioCulturaComunicadores lançam documentário sobre ataques a jornalistas nesta terça (2)

Comunicadores lançam documentário sobre ataques a jornalistas nesta terça (2)

"Comunicação Violada - O jornalismo sob ataque nas redes" será lançado às 20h na internet no Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas

A ONG de comunicação CRIAR Brasil lança, nesta terça-feira (2), Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas, o videodocumentário “Comunicação Violada – O jornalismo sob ataque nas redes”.

O lançamento será lançado às 20h na TV dos Trabalhadores (TVT), disponível na internet, e será disponibilizado nas redes sociais nesta quarta (3).

Um dos realizadores do documentário, o professor e jornalista João Paulo Malerba falou com o Portal RC24h e citou dados da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) que apontam um crescimento de 167% nos ataques a imprensa nas redes sociais durante o governo Bolsonaro.

“A motivação desse documentário é justamente o aumento da violência contra os jornalistas, principalmente, online, que são turbinados por discrusos de ódio, por milicias digitais, muitos robôs”, disse João.

“Ainda que seja uma violência virtual, os impactos são reais nos comunicadores. Eles ficam mais intimidados, têm mais medo de tratar sobre determinados temas, gera a autocensura. Fora o impacto psicológico”, concluiu.

O jornalista também comentou que as agressões nas redes ainda podem tomar lugar no mundo físico, como o episódio em que um segurança de Jair Bolsonaro agrediu um correspondente da TV Globo e pegou o celular de um repórter do UOL em Roma, no domingo (31).

“Você cria um ambiente tóxico, de hostilidade e isso acaba, em algum momento, desembocando em violência real contra jornalistas”, sintetizou.

O produtor explicou que foi um desafio realizar o documentário em meio a pandemia, mas que a equipe esperou uma redução das restrições para gravar em Salvador, no interior do Rio e em São Paulo com especialistas, advogados, professores, organizações e vítimas dessa violência virtual para encorpar o documentário.

Uma das convidadas do documentário foi a jornalista e CEO do Portal RC24h, Renata Cristiane de Oliveira, que comentou sobre as agressões e ameaças que já recebeu nas redes sociais por conta do trabalho dela.

Tuítaço #PelaVidadeJornalistas

Ainda por conta do Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas, profissionais da imprensa se organizaram para fazer um tuitaço com a #PelaVidadeJornalistas na manhã desta terça.

Foram publicadas artes e textos por comunicadores e entidades com dados preocupantes dos ataques a jornalistas.

Confira abaixo:

Luiz Felipe Rodrigues
Estudante de Jornalismo pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como estagiário do G1 na InterTV, afiliada da Rede Globo. Desde junho de 2020, escreve para o Portal RC24h.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content