InícioRegião dos LagosCabo FrioChefe de quadrilha que clonava e vendia veículos roubados é preso em...

Chefe de quadrilha que clonava e vendia veículos roubados é preso em Cabo Frio

Adriano Rodrigues chefiava uma quadrilha que tinha uma estrutura completa, que ia desde a falsificação de documentos de veículos, carteiras de habilitação, até adulteração de chaves e manuais de veículos

O chefe de uma quadrilha que clonava e vendia carros roubados na cidade do Rio, Adriano Rodrigues Soares, foi preso na tarde da última quarta-feira (15), em Cabo Frio, Região dos Lagos do Rio. De acordo com as investigações da 19ª DP (Tijuca), responsáveis pela prisão do criminoso, Adriano estava foragido e chefiava de longe um grupo de pelo menos cinco pessoas que roubavam e vendiam os veículos clonados. Contra ele havia dois mandados de prisão por organização criminosa e crimes relacionados à adulteração de veículos e fraudes.

Há pouco mais de um ano, Anderson se passava por outras pessoas para conseguir enganar as vítimas. A quadrilha tinha uma estrutura completa, que ia desde a falsificação de documentos de veículos, carteiras de habilitação, até adulteração de chaves e manuais de veículos.

Para revender os veículos adulterados, os integrantes da quadrilha atuavam em cartórios da cidade apresentando documentos falsos para viabilizar a transferência dos veículos clonados. Os integrantes da quadrilha que efetuavam as vendas dos veículos eram treinados pessoalmente por Adriano, que orientava desde as roupas a serem utilizadas nos golpes, até que tipo de foto deveriam ser usadas nas conversas e nos documentos.

Após meses de análises de dados de inteligência, tendo em vista que Adriano assumia constantemente a identidade de terceiros para evitar seu rastreio pela polícia, foi revelado seu paradeiro na cidade de Cabo Frio, onde teria se instalado há pelo menos um ano, adquirindo estabelecimentos comerciais e estabelecendo residência.

Ainda de acordo com a delegacia, a maioria dos veículos era roubado no bairro da Tijuca, Zona Norte do Rio. No entanto, a atuação da quadrilha também atuava em diversos pontos do Estado, como os municípios de São Gonçalo e Niterói, e, outras cidades do interior do Estado.

Os veículos clonados comercializados pela quadrilha tinha como característica a qualidade, sendo as adulterações de difícil constatação sem apoio técnico, havendo inúmeras vítimas lesadas com a ação do bando, que, inclusive, revendia automóveis clonados para outros Estados do Brasil.

O chefe da quadrilha foi localizado em uma loja de conveniência, na qual ele era o dono, e levado à 19ª DP (Tijuca), onde já está à disposição da Justiça e vai responder pelo crime.

*Matéria do portal O DIA

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content