CABO FRIO/ Telégrafo conquista título da Taça Henrique Pádua de Beach Soccer

Competição teve também as finais das divisões de base neste domingo (8)

344

Aconteceu, neste domingo (8), a final da Taça Henrique Pádua de Beach Soccer em Cabo Frio, na Praia do Forte. A competição foi organizada pela Liga Cabofriense de Esportes Praianos (LICEP). O jogo decisivo entre Telégrafo e Coral, as duas melhores equipes da competição, foi digno das grandes decisões, com vitória do Telégrafo por 7 a 5. Segundo estimativa, um público superior a mil pessoas esteve presente no jogo.

Pelo lado do Telégrafo o grande destaque foi o artilheiro Rodriguinho, com quatro gols. Arthur, Fako e Matheus Franciscone completaram o placar para a equipe gamboense. Já pelo tradicional Coral marcaram Kojack (2), Douglas (2) e Ciro.

“Muito feliz da homenagem da primeira competição de Beach Soccer da nossa cidade ser com meu nome. O reconhecimento do presidente Dario Monteiro e de muitos desportistas com minha carreira nessa modalidade me emociona. Agradeço muito a todos por esse momento, mas temos muito trabalho pela frente e tenho certeza que vamos crescer ainda mais esse esporte em Cabo Frio”, disse Henrique Pádua, que além da competição levar seu nome, se sagrou campeão jogando pelo Telégrafo.

“Feliz duplamente, também pelo título. Infelizmente joguei apenas os 30 segundos finais por estar machucado. Quero parabenizar aos meus companheiros por esse título, ao Jordan e Bejinha que infelizmente não puderam estar e participaram desse momento conosco. Parabenizar ao Coral que fez uma grande competição, assim como todos os outros participantes do torneio. E ao Dário Monteiro, que comprou a ideia e organizou de forma brilhante o torneio, dando uma estrutura jamais vista na história da LICEP. O mérito é dele”, concluiu a lenda do beach soccer de Cabo Frio.

Ainda no domingo, aconteceram também as finais das divisões de base, nas categorias Sub9, 11 e 13. Com bom público, principalmente entre as mães e familiares dos atletas, os jogos foram bastante disputados com lindos gols e homenagens.

Na categoria Sub9 o Futuro Cem Braças, de Búzios, venceu o Mancha Verde por 10 a 4. Já no Sub11, o Mancha Verde II venceu o Mancha Verde, por 6 a 1. E no Sub13, o Mancha Verde se sagrou campeão com um gol solitário contra o Cristo é Vida: 1 a 0.

O presidente Dário Monteiro enalteceu as divisões de base e fez um discurso emocionado no encerramento das finais.

“Sempre vou brigar pelas divisões de base. Fizemos algo inédito na história da LICEP. As crianças são o futuro da modalidade. Muito feliz por ver tantos atletas jogando, alegra meu coração e nos enche de esperança para o futuro”, comentou Dário, para em seguida finalizar:

“Não foi fácil organizar essa competição. Um desafio muito grande que só foi possível com muito esforço, não só meu, mas também do Henrique, dos patrocinadores, dos clubes, Kiko do Itajuru que sempre me ajudou na montagem da Arena, enfim, de todos aqueles que somaram positivamente para que tudo acontecesse da melhor maneira possível. Hoje a LICEP é a única entidade que organiza competições em Cabo Frio. Enquanto muitos só falam, nós realizamos e vamos continuar realizando. Segundo semestre tem mais. Muito obrigado a todos, a minha família, e o mais importante que é Deus!”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui