InícioCabo FrioCabo Frio perde mais um taxista para a Covid-19

Cabo Frio perde mais um taxista para a Covid-19

Em São Pedro da Aldeia, um profissional do ramo também foi vítima da doença

Mais um taxista de Cabo Frio morreu vítima de Covid-19, neste domingo (6). A informação foi confirmada pela Sindicato dos taxistas da Região dos Lagos.

Geilton Lopes de Oliveira tinha apenas 35 anos e trabalhava no Rádio Táxi. De acordo com informações de amigos, ele contraiu a doença duas vezes e ficou intubado por mais de 20 dias. O taxista conseguiu se recuperar da Covid, mas o rim foi afetado e estava sendo tratado com hemodiálise, mas não resistiu.

O Rádio Táxi divulgou uma nota de pesar informando o falecimento do profissional.

Em menos de 24h, um taxista de São Pedro da Aldeia, também foi vítima da doença. O motorista conhecido pelos colegas como “Braga”, trabalhava no ponto de táxi do Mercado Atacadão.

Morador do Baixo Grande, ele ficou internado com sintomas da Covid-19 por apenas uma semana em um hospital em Volta Redonda.

Devido à grande exposição, os óbitos da categoria em decorrência da Covid-19, são recorrentes. Entre as perdas, estiveram o taxista Sandro Pereira Resende, de 49 anos, que também já foi Rei Momo no Carnaval da cidade e Joel Tonelada, de 65 anos, muito querido no ponto de táxi da rodoviária. Ambos faleceram em março deste ano.

Para prevenir mais riscos, o Sinditáxi promove sanitizações e aconselha que, tanto os motoristas, quanto os passageiros, adotem as medidas de prevenção necessárias como uso de máscara e álcool em gel.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content