InícioRegião dos LagosAraruamaCidades da Região dos Lagos registram manifestações no Dia da Independência

Cidades da Região dos Lagos registram manifestações no Dia da Independência

Em Araruama e Cabo Frio, atos desta terça-feira (7) foram declaradamente em apoio ao presidente Jair Bolsonaro; em Iguaba, organizador afirma que manifestação foi suprapartidária "pelo Brasil"

O movimento convocado pelo presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), para manifestantes ocuparem as ruas apoiando-o nesta terça-feira (7) teve atos registrados em cidades da Região dos Lagos.

Em Cabo Frio, a carreata e os manifestantes tiraram o sossego da população com buzinas e gritos nas ruas de São Cristóvão até a Praia do Forte.

Um trio elétrico foi contratado para a “manisfestação”. Nele, foi pendurado um banner com os seguintes tópicos: “voto auditável”, “liberdade de expressão”, “pátria amada” e “eleições limpa (sic.)”.

Segundo o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr. Serginho, que participou do ato, a manifestação mostra que “Cabo Frio inteira está com o presidente”.

Apesar das imagens da transmissão feita pelo deputado estadual licenciado nas redes sociais não conseguirem mostrar isso, Serginho afirmou que o ato estava lotado e a carreata dava a volta em São Cristóvão.

O ato deve se concentrar no principal cartão postal cabo-friense às 15h para, nas palavras de Serginho, “a maior manifestação que a Praia do Forte já viu”.

Dr. Serginho reforçou que a pauta do protestos é a liberdade e que as decisões não sejam tomadas por um ou outro “na canetada”.

Em plena pandemia de COVID-19, o secretário, assim como maioria expressiva dos manifestantes que apareceram no vídeo, não usou máscara em momento algum, mesmo quando entrou em contato com a população que acompanhava o ato.

Ato em Araruama

Em Araruama, os manifestantes se concentraram em frente a Praça Menino João Hélio, no Centro, e promoveram um buzinaço em meio a palavras de ordem.

No ato, foram vistos cartazes com dizeres como “Araruama nunca será vermelha” e diversas bandeiras do Brasil em diferentes tamanhos.

Ato em Iguaba Grande

Em Iguaba Grande, também foi registrada uma carreata nesta terça. Porém uma das lideranças, Washington Tahim, desvencilhou o movimento da figura de Bolsonaro.

“Estamos aqui para um ato cívico, um ato de patriotismo. O movimento hoje não é movimento político, não é partidário, não estamos aqui para defender partido político nenhum”, disse Tahim.

“Hoje é a defesa do nosso verde e amarelo, nosso azul e branco. A força da união do povo brasileiro pela liberdade de expressão e tudo mais que esse Brasil merece de bom”, concluiu o suboficial da Marinha.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content