InícioBoca MiúdaBOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA QUINTA-FEIRA...

BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA QUINTA-FEIRA (9)

André Ceciliano visita Região dos Lagos e fala, com exclusividade, ao Portal RC24h; por onde anda o Fundo Soberano de Cabo Frio?; Alexandre Martins promove dança das cadeiras no Governo; vereadores de São Pedro da Aldeia aprovam aumento salarial dos servidores; os avanços em relação a moeda social de Iguaba Grande; Prefeitura de Arraial comemora vacinação; Chiquinho vai a evento no Rio, mas Lívia fica na redoma; prefeito de Maricá quer reforçar segurança em rodovias; e muito mais...

CECILIANO NA ÁREA

A coluna Boca Miúda desta quinta-feira (9) começa com a visita do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT), a Cabo Frio. Já na cidade para participar de uma audiência sobre o Fundo Soberano do Estado nesta sexta (10), no Hotel Malibu, o deputado falou, com exclusividade ao Portal RC24h e O Dia no Hotel Sesc. O deputado explicou melhor o objetivo do Fundo Soberano e comentou os planos para as Eleições do ano que vem. Ceciliano desconversou quando questionado sobre ser candidato a Governador, disse que não é a intenção. Sobre os planos para concorrer ao Senado, o chefe do Legislativo estadual afirmou que a prioridade é montar o palanque de Lula (PT) para a presidência. Nesse sentido, Ceciliano explicou que quer concorrer ao Senado, mas, caso algum quadro de uma legenda robusta queira apoiar Lula na corrida presidencial, a vaga fica com o outro partido. De qualquer forma, o deputado estadual quer respirar novos ares e, no caso de não tentar o Senado, há o planejamento que Ceciliano concorra a uma vaga de deputado federal. Veja a entrevista na íntegra:

ENCONTRO COM PREFEITOS

Logo após a entrevista, Ceciliano teve um encontro com empresários, entidades de classe e alguns prefeitos e políticos no Centro de Convenções do Hotel Sesc. Entre prefeitos, apenas Marcelino da Farmácia (PV), de Rio das Ostras, marcou presença. O primeiro-cavalheiro de Araruama, Chiquinho da Educação (PATRI), também estava e disparou: “onde André está, eu estou junto”. Participaram também o diretor financeiro da Alerj Janio Mendes (PDT), Eron Bezerra e Carla Valle, respectivamente, secretários de Planejamento e Turismo, Esporte e Lazer de Iguaba Grande, Davi Souza, secretário de Governo de Cabo Frio, e Ana Cláudia, do Sebrae. Sobre a audiência do Fundo Soberano, todos os prefeitos confirmaram presença. No caso de alguns furões, como a araruamense Lívia Bello (PP), a questão que fica é “será que vem mesmo?”. Vamos aguardar…

MAS E O FUNDO CABO-FRIENSE?

Nessa seara, a Câmara de Cabo Frio aprovou um PL do presidente do Legislativo, Miguel Alencar (DEM), que cria o Fundo Soberano Municipal. A Lei, inclusive, foi sancionada pelo prefeito, José Bonifácio (PDT), no dia 12 de abril. A coluna procurou a Prefeitura para saber a quantas anda essa questão, já que nunca mais se ouviu falar do assunto. Em nota, a secretaria de Fazenda cabo-friense informou que, “em razão da atual gestão ter assumido um orçamento municipal comprometido, ainda não foi possível a regulamentação do Fundo Soberano”. De acordo com a Prefeitura, “no momento, o município passa por um planejamento de reequilíbrio fiscal, que inclui a recuperação das receitas próprias. Assim sendo, a implantação do Fundo Soberano encontra-se em fase de avaliação”. O objetivo do fé estimular e fortalecer o sistema financeiro municipal.

CADÊ O EDIL QUE TAVA AQUI?

A Câmara de Cabo Frio praticamente não teve sessão nesta quinta-feira (9). Dos 17 vereadores, apenas sete compareceram ao plenário. Foram eles Miguel Alencar (DEM), Leo Mendes (DC), Rodolfo de Rui (SDD), Douglas Felizardo (Avante), Josias da Swell (PL), Vinicius Correa (PP) e Roberto Jesus (MDB). Os vereadores Felipe Monteiro (PDT), Vanderson Bento (PTB), Alexandre da Colônia (DEM), Thiago Vasconcelos (Avante) e Jean da Autoescola (PL) justificaram a ausência. Pela quantidade de vereadores, a sessão chegou a ser aberta, mas não atingiu os nove necessários para que houvesse quórum para votação.

A DANÇA DAS CADEIRAS DE ALEXANDRE

O prefeito de Armação dos Búzios, Alexandre Martins (REP), promoveu mais uma troca no governo nesta quinta-feira (9). Então chefe de Gabinete, Marcelo Souza Rocha, vai atuar como subsecretário de Comunicação. Enquanto isso, Douglas Thomaz de Oliveira Sant’Anna (foto acima), que estava na Comunicação, assume, interinamente, a chefia de Gabinete. No ano que vem, um novo nome deve assumir a vaga.

REESTRUTURAÇÃO

A troca entre Marcelo (foto) e Douglas foi o primeiro passo de uma reestruturação que Alexandre quer promover no Governo. À coluna, Martins disse que, a partir de janeiro de 2022, vai mexer no time e, até mesmo, criar uma nova secretaria. Contudo, vai fazer uma engenharia para, apesar da pasta nova, reduzir cargos e custos. Mas é aquilo, né? Com um orçamento robusto de quase R$700 milhões, igual o de Búzios, o manejo se torna mais simplificado.

VOTAÇÃO DO PPA

Ainda em Búzios, mas falando de Câmara, foram votadas, nesta quinta-feira (9), emendas dos parlamentares ao Plano Plurianual 2022/2025. Emendas propostas por Rafael Braga (DEM) e Aurélio Barros (PATRI), porém, foram derrubadas no plenário. O motivo é que eles queriam que o trabalho fosse coletivo e não individual dos edis. Causou estranhamento, inclusive, Aurélio, que se diz base, agir dessa forma. A turma da situação não curtiu muito. No mais, foi aprovada uma Lei ordinária sobre as dotações orçamentárias para pagar o 13º e outros compromissos. Apenas Braga votou contra.

EXPECTATIVA PARA O NATAL

Ainda falando da península buziana, a expectativa do secretário de Cultura e Patrimônio Histórico, Luiz Romano Lorenzi, está focada na abertura do Natal, prevista para esta sexta-feira (9). Católico dos mais fervorosos, Romano não esconde a alegria que tem de ver a data comemorativa ganhando uma programação em Búzios, com direito a cantata (foto do ensaio acima) e ornamentação. Não é tradição no município esse tipo de celebração, então o ineditismo da gestão atual acaba tendo um gosto mais que especial para o secretário. “Eu espero que esse momento seja um convite à reflexão, ao comprometimento social com os mais necessitados”, afirmou Romano.

AUMENTO APROVADO

A Câmara de São Pedro da Aldeia aprovou, em sessão ordinária nesta quinta-feira (9), e em primeira votação, projeto de lei enviado pelo Executivo, concedendo reajuste de 14,12% para os servidores municipais, como reposição salarial referente aos dois últimos anos. A matéria irá à segunda votação. Também foi aprovado em segunda e definitiva votação, o Orçamento para o exercício de 2022 e o PPA (Plano Plurianual) para os anos 2022/2025. A próxima sessão ordinária da Câmara Municipal de São Pedro da Aldeia vai acontecer na próxima terça-feira (14) às 11h.

MOEDA SOCIAL VINDO AÍ

Conforme você tem acompanhado aqui na coluna, a Prefeitura de Iguaba Grande está preparando o Projeto de Lei que vai regulamentar a Moeda Social na cidade, aos moldes da Mumbuca, de Maricá, e da Itajuru, de Cabo Frio. Procuramos o líder do Governo na Câmara iguabense, Luciano Silva (CID), nesta quinta-feira (9) para saber como andava o processo no Legislativo. Luciano informou que a Câmara já entrou em recesso e, na semana passada, foram aprovados todos os projetos pendentes, incluindo a LOA, o PPA e a LDO. Nos documentos já consta uma reserva no orçamento de cerca de R$4 milhões para a Moeda Social. Portanto, o caminho está aí. Só pavimentar.

COMEMOROU VACINAÇÃO

A Prefeitura de Arraial do Cabo usou as redes sociais nesta quinta-feira (9) para comemorar os números da vacinação no município. A cidade alcançou o terceiro lugar no ranking de vacinação contra a COVID-19 da Baixada Litorânea. O município atingiu 80,05% da população vacinada com as duas doses. Na região, fica atrás apenas de Iguaba Grande (84%) e Silva Jardim (81,99%). Cabo Frio (69,70%) e Búzios (67%) completam o Top 5. Enquanto isso, estão na outra ponta da tabela, Saquarema (56,63%), São Pedro da Aldeia (55%) e Rio das Ostras (45,28%). Em número, até o momento, foram imunizados 28.042 moradores de Arraial com a primeira dose, 20.735 com a segunda e 2.369 com a terceira dose.

O OUTRO LADO DA MOEDA

Na coluna Boca Miúda desta quarta-feira (8), nós falamos de uma polêmica em Arraial do Cabo que trata sobre a revisão do plano diretor. Um grupo contra construções multifamiliares no Pontal do Atalaia procurou o Portal RC24h para dizer que estavam atentos e preocupados com a questão da natureza na região. Contudo, uma nova versão da história veio a tona dizendo que tem milionário com mansão se disfarçando de ambientalista. “A associação que sugeriu proibir o multifamiliar tem apenas 18 associados. Alguns nem moram no Pontal, já venderam suas casas”, afirmou uma fonte. Fica registrado aqui, então. A audiência pública que vai discutir o assunto está marcada para esta sexta (10).

ENQUANTO A PRINCESA NÃO SAI DO CASTELO…

O ex-prefeito e primeiro-cavalheiro de Araruama, Chiquinho da Educação (PATRI), foi ao Rio de Janeiro nesta quarta-feira (8) para participar da cerimônia de lançamento do Integra Rio, programa da prefeitura carioca para patrocinar projetos em cidades do interior. O evento foi promovido pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD). Chiquinho discursou sobre o programa “Minha Casa, Meu Trabalho”, implantado por ele em Araruama há 17 anos. O ex-prefeito foi aplaudido em diversos momentos e se emocionou enquanto falava. A comitiva de Chiquinho tinha os vereadores Júlio César Coutinho (PSC), Thiago Moura (PP),Thiago Pinheiro (PL), Diego de Ciraldo (CID), Sérgio Murilo (REP), Aridinho (DEM), Luiz do Táxi (PL) e a Roberta Nobre (DEM). Enquanto isso, Lívia Bello (PP) continuou na redoma, para variar, não compareceu ao evento, mas compartilhou o discurso do marido dizendo que “nossas ações são marcas na história e geram legado quando realizadas com amor”. Também disse que Chiquinho é o grande amor e ídolo dela na política.

SEGURANÇA EM MARICÁ

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), participou de reunião, nesta quarta-feira (8), com o Comandante do BPRv, Ten. Cel. Luiz Carlos Segala e os secretários de Trânsito e Ordem Pública. O objetivo era falar de estratégias para elevar a segurança na RJ-106, principal via que corta nossa cidade, e também da RJ-114. Além disso, o prefeito solicitou a transferência do posto de policiamento da Serra do Mato Grosso para entroncamento de Jaconé e propôs a criação de vagas específicas no Proeis para policiais rodoviários atuarem exclusivamente na RJs-106 e 114. “Seguimos na busca pela integração entre o Batalhão de Polícia Rodoviária e nossos órgãos de trânsito e segurança pública para que possamos oferecer mais segurança à população”, disse Fabiano.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content