Atleta buziana sofre ameaça, homofobia e racismo de médico, ex-marido de sua namorada

A queixa foi formalizada na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, no Rio, junto a um vídeo em que o homem aparece fazendo ameaças e xingando a atleta

1841
A queixa foi formalizada na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, no Rio de Janeiro / Imagem: Divulgação

A atleta Dara Augusta, de 20 anos, natural de Búzios, denunciou, no dia 10 deste mês, o cirurgião plástico Domingos Quintella de Paolla, que atua em Copacabana, no Rio de Janeiro, por injúria racial e homofobia. Segundo a vítima, ele não aceita o relacionamento dela com a ex-mulher dele, a professora Jéssica Andrade.

A queixa foi formalizada na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, no Rio, junto a um vídeo em que o homem aparece fazendo ameaças e xingando a atleta. A professora, atual namorada de Dara, ainda é casada no papel com o Domingos pois, de acordo com ela, ele não aceita o divórcio.

Em suas redes sociais, a atleta publicou um vídeo em que explicou a situação. Com fotos das mensagens recebidas por Domingos, em que se referia à ela como macaca e em tom de ameaça, ela conseguiu a atenção e o apoio de nomes como o ator Drico Alves, a influenciadora Sarah Fonseca e a cantora Jojo Todynho. Essa, inclusive, a indicou uma advogada.

Jéssica Andrade também fez uma série de vídeos enquanto conversava com o ex-marido, num encontro marcado na Praia de Copacabana. O rosto de Domingos não aparece nas imagens, mas o médico fala várias vezes que Dara “é macaca”. E ele ainda diz, “Eu tenho dinheiro, e eu conheço as pessoas que fazem o que eu quiser, principalmente com pobres!”.

“Ela é favelada, não tem como sair se entrar [na favela]. Quer apostar comigo, quer brincar? Você não vai ficar zangada comigo se eu fizer isso? Meter ela numa delegacia, encher de porrada de borracha e depois soltar. Ela merece. Ela é macaca. Ela é macaca. Preta e macaca”, continuou o cirurgião.

Em 2018, Domingos se envolveu em outra polêmica. Ele chefiava o serviço de cirurgia plástica do Hospital do Servidores e numa mensagem que viralizou na internet, ele pede a um médico aprovado na residência do hospital que desistisse da vaga em favor do filho dele.

De acordo com a defesa do médico, ele disse em entrevista ao G1 que foi casado com Jéssica e, durante o relacionamento, descobriu que a companheira o traiu com uma mulher. Segundo eles, ainda, é natural que os dois se desentendessem. O advogado afirma que Domingos não fez nenhum contato com Dara e que nunca a viu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui