InícioRegião dos LagosCabo FrioAinda sem data para reabertura, Hospital de Tamoios vira assunto de fake...

Ainda sem data para reabertura, Hospital de Tamoios vira assunto de fake news

Nas redes sociais e na Câmara as reinvindicações para a reabertura da unidade hospitalar ganham destaque.

Há quase dois anos fechado, o Hospital Municipal de Tamoios tem grande importância para a população de Cabo Frio, sendo uma cobrança frequente da população para o Governo, principalmente do segundo distrito. Em 2020, durante o Governo de Adriano Moreno, a unidade recebeu mais de 900 mil reais para reformas e adequações estruturais com o compromisso de reabertura. Porém, essas melhorias não garantiram a possibilidade de reabertura.

Assim, “sobrou” para José Bonifácio e sua equipe que, até o presente momento, não fixaram uma data concreta para tornar real o que foi uma das suas promessas de campanha. Enquanto isso, os cabo-frienses permanecem só podem contar com atendimento de saúde na UPA 24h ou serem obrigados a se deslocar até 40km até Cabo Frio ou recorrerem a Rio das Ostras.

O Portal RC24H falou com exclusividade com o Secretário de Saúde, Felipe Fernandes, que comentou que há uma perspectiva que o hospital seja reinaugurado esse ano. “Fizemos pequenas reformas necessárias e junto com a Enel regularizamos a parte elétrica da unidade. A usina de oxigênio de Tamoios será instalada no próximo mês e vai abastecer todos os nossos hospitais e UPAs. Assim, não dependeremos mais de cilindros de oxigênios”, explicou Fernandes.

O secretário também mencionou que um desafio será a contratação de profissionais para o Hospital Municipal de Tamoios e também a quitação de salários atrasados e 13º. “Pegamos uma grande dívida relacionada aos funcionários. Isso é um problema, mas será resolvido.

O Secretário de Saúde, Felipe Fernandes, respondeu os questionamentos do portal, mas não mencionou durante a entrevista nenhum prazo concreto para a reabertura do hospital.

Nas redes sociais, reclamações e reinvindicações para a reabertura do Hospital de Tamoios ganham destaque, recebem apoio e comentários de diversos cabo-frienses incomodados com a situação.

hospital de tamoios

Hospital na pauta da Câmara de Vereadores
Na Câmara, o esforço dos parlamentares é coletivo e eles permanecem defendendo frequentemente a reabertura do Hospital de Tamoios. Nesta quinta-feira (18), a pauta tomou conta de grande parte dos debates que aconteceram na Casa.

Segundo o vereador Oséias de Tamoios (PDT), o governo passado fez uma inspeção na unidade e perceberam que o local não se adequa as expectativas de atendimento, nem tinha condições higiênicas e estruturais para reabrir.

“A ideia da era fazer um hospital com centro de imagem, centro cirúrgico para pequenas e médias complexidades. Assim, evitaríamos o translado excessivo de pacientes até a sede do município que fica a 40km de distância”, comentou o parlamentar.


Para o vereador, se o município tiver um hospital com mais estrutura se evitaria o translado de pacientes e melhoraríamos a qualidade de atendimento, além de gerar economia.

“O hospital de Tamoios não é um peso financeiro para o município. É, na verdade, uma solução. Atendimento rápido salva vidas e, por isso, o hospital é extremamente necessário”, finalizou Oséias.

Hospital de Tamoios utilizado como arma para difundir notícias falsas
O assunto da demora para a reabertura do Hospital Municipal de Tamoios tomou conta dos debates desta quinta-feira (18) na Câmara de Vereadores de Cabo Frio. E isso desdobraram em notícias mentirosas que se espalharam pelas redes sociais e foram criadas com propósitos políticos escusos.

A atual fake news em circulação afirma que diversos vereadores votaram contra a reabertura do hospital. Porém, a verdade é que os parlamentaras apenas votaram contra três requerimentos (fotos abaixo) improcedentes que pediam mais informações sobre a estrutura do hospital. Dados esses que se encontram no Portal da Transparência e de fácil acesso a qualquer interessado.

O vereador Vanderson Bento (PTB) é um dos maiores opositores das notícias falsas na Câmara. Inclusive, propôs a retomada da CPI das Fake News que foi engavetada no ano passado.

Para o parlamentar, os vereadores estão sendo alvo de notícias falsas e não se pode aceitar que a utilização de um tema tão importante para a população cabo-friense como a Saúde se torne ferramenta para terceiros.

“Tudo que nós queremos é trabalhar e fazer o melhor para Cabo Frio, aí vem uma Fake News e mancha a nossa imagem. Falo para você, dono de jornal, que às vezes nem é jornalista, mas proprietário de um veículo. Você precisa ter responsabilidade com o que publica. Por isso, reafirmo que é necessária uma CPI das Fake News”, afirmou Vanderson Bento.

Resposta da AssCom de Cabo Frio sobre a reabertura do hospital
A Prefeitura de Cabo Frio informa que o Hospital de Tamoios foi entregue sem condições de funcionamento no início deste ano, apesar da reforma feita anteriormente. Além disso, a gestão anterior da Prefeitura não destinou recursos para o funcionamento da unidade no Orçamento de 2021, fato que está sendo solucionado para viabilizar a reabertura.

Enquanto isso, todo o atendimento necessário para a população do distrito está sendo prestado na UPA de Tamoios e nas demais unidades de saúde do município.

Entre as ações já realizadas para a readequação do Hospital de Tamoios, em fevereiro uma equipe da Prefeitura realizou vistoria no local, com engenheiros da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos e a direção da unidade. Na ocasião, um laudo técnico apontou quais reparos básicos seriam necessários para a reabertura.

O laudo apontou a necessidade de remoção do chafariz e da grama sintética, proibidos por lei por promover a proliferação de fungos e de mosquitos. Também foram indicadas melhorias na cozinha; realocação de pias, portas e janelas para melhor aproveitamento da funcionalidade dos espaços; e reparos na alvenaria de todo o andar térreo.

Na parte elétrica foram feitos reparos na instalação de tomadas, ligação da energia que vem da rua para a unidade e mudança da fiação que chega até aos disjuntores, além da troca do transformador de 30 Kva de potência para um com capacidade de 150 Kva. Foi necessário ainda abrir um processo licitatório para implantação de usina de oxigênio na unidade, estrutura também que não foi prevista pela gestão anterior.

Quanto a contratação de funcionários, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece ainda que, por conta de medida judicial, o município só pode realizar contratação de funcionários mediante ao processo seletivo simplificado, que está em andamento e deve ser finalizado nas próximas semanas.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content