Acusado de matar mulher trans no ES é preso em Araruama; outros três envolvidos foram capturados no litoral capixaba

Anna Maria Max de Souza, de 28 anos, seria testemunha de acusação do assassinato do namorado, em 2018; quinto suspeito está foragido no RJ

835

Quatro pessoas acusadas de matar uma mulher trans no estado do Espírito Santo foram presas na segunda-feira (23) durante uma operação da Polícia Civil. Um dos envolvidos foi capturado em Araruama, enquanto os outros foram detidos em Anchieta e Marataízes, no litoral capixaba.

Anna Maria Max de Souza, de 28 anos, foi assassinada a tiros na madrugada do último dia 2, no bairro Maraguá, em Itapemirim. De acordo com a polícia, ela foi morta para não testemunhar no processo de homicídio do namorado, morto em Piúma, em 2018. A mulher foi vítima de uma emboscada, conforme o delegado titular da 9ª Delegacia Regional de Itapemirim, Djalma Pereira Lemos. Anna foi atraída até Anchieta e levada para o bairro itapemirense, onde foi executada e abandonada sem documentos de identificação.

“Realizamos a identificação da vítima por meio de coleta de depoimento de testemunhas e familiares, e depois identificamos o veículos utilizado pelos suspeitos para levar a mulher ao local da execução. A vítima, ao sair com os autores do crime, temia ser morta e ligou para um familiar, avisando que estaria saindo com pessoas suspeitas”, disse Djalma.

Na época do assassinato do namorado de Anna Maria, na Ilha do Gambá, ela conseguiu escapar dos tiros e reconheceu os suspeitos. O casal estava tendo uma relação sexual no momento do homicídio. “Ela foi morta para que não testemunhasse nesse processo”, afirmou o delegado.

Cinco pessoas foram identificadas por envolvimento no crime, sendo dois irmãos ‘pistoleiros’ de Araruama, que foram até o Espírito Santo a pedido e intermédio de um irmão de criação que morava em Marataízes; um segurança que trabalhava em uma loja comercial e tinha um terreno próximo ao local onde Anna foi morta; uma mulher, dona do veículo utilizado no crime, contratada pelo trio; além do pai do ex-companheiro da mulher, que não aceitava o relacionamento dos dois, conforme a polícia.

Os presos responderão por homicídio qualificado. O criminoso capturado em Araruama foi conduzido pela equipe da 9ª Delegacia Regional de Itapemirim para o Espírito Santo. Já os outros três, detidos em Anchieta e Marataízes, foram encaminhado para o sistema prisional capixaba.

O quinto elemento continua sendo procurado. Ele está foragido no Rio de Janeiro. “Divulgamos a foto do quinto indivíduo para a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, já que este lá se encontra homizado”, finalizou a polícia capixaba.

A Operação Anna foi deflagrada por policiais civis da 9ª Delegacia Regional de Itapemirim, em parceria com a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ), e com apoio das Guardas Municipais de Itapemirim e de Marataízes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui