“Virou um pesadelo!”, diz moradora do Mônaco II, em Cabo Frio, sobre casas entregues sem energia elétrica

Construtora comenta que a obra está 100% pronta, a responsabilidade agora é da Enel. Como forma de chamar atenção para a causa, moradores decidiram organizar um protesto pacífico nesta sexta-feira (22), às 19h30, no local

1755

O sonho da casa própria acabou virando pesadelo para os moradores do Condomínio Residencial Mônaco II, no bairro Jardim Esperança, em Cabo Frio. Dentre os problemas que são relatados, três empresas se destacam: A Prix Construtora, que entregou as moradias sem iluminação; a Caixa Federal, que está cobrando os residentes e a Enel, pela demora para resolver o problema da luz.

“Um jogando a culpa pra cima do outro. Ninguém resolve e ninguém dá informações coerentes”, comenta uma moradora do local.

Anunciado como um projeto inovador, o Condomínio Residencial Mônaco II prometia ser um espaço de lazer completo, com portaria 24 horas, duas piscinas, quadra de esportes e área com churrasqueira. “Ótimo para MORAR e perfeito para INVESTIR. Contrato direto com a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Entrada Facilitada e Prestações FIXAS a partir de R$ 500,00 reais”, dizem algumas propagandas do empreendimento. Porém, mesmo com todas essas opções, o básico ainda não foi feito, afirmam os denunciantes.

Segundo o relato de um morador, o descontentamento com o local começou quando a empresa não cumpriu com a data da entrega das chaves, que estava prevista para outubro do ano passado, com 100% das casas prontas. Mas, no contrato, a empresa tinha mais 6 meses de garantia caso precisasse atrasar por algum motivo.

E atrasaram, segundo os clientes. Com o segundo prazo definido para quatro de abril deste ano, a Prix Construtora não conseguiu efetuar a entrega, com a justificativa de ainda estar em obras, e remarcaram a concessão dos módulos 1 e 2 para os dias 30 e 31 de maio. Nisso, ao finalmente receberem as chaves do novo lar, os residentes começaram a perceber que nem tudo estava bem. O condomínio estava sem fornecimento de energia elétrica.

MANIFESTAÇÃO PACÍFICA NESTA SEXTA (22):

Depois de meses buscando meios para solucionar o caso, os moradores do local decidiram realizar, nesta sexta-feira (22), às 19h30, uma manifestação pacífica. Com o ato, eles pretendem chamar a atenção das empresas responsáveis e, principalmente, da Enel, para que as demandas sejam solucionadas.

O QUE DIZ A CONSTRUTORA:

Representante do Mônaco II, engenheiro Eduardo Portella afirma que a construtora está no bairro desde 2016, já construiu e entregou corretamente mais de 2 mil unidades habitacionais e não existe interesse nenhum em não entregar corretamente as últimas 356 unidades. Porém, mesmo concluindo a obra, a Enel não fez a ligação da energia, segundo informa.

“Da porta do condomínio para fora, a responsabilidade é da Enel e, desde o dia seis de janeiro, a empresa sabe o que tem que fazer”, afirma ele sobre a iluminação do local. E continua dizendo que:

“A parte de dentro está 100% completa desde o dia 27 de maio”.

Eduardo diz, ainda, que a construtora fez todos os contatos necessários com a Enel, informando todos os passos da obra, desde o início. Contudo, mesmo pedindo uma atenção especial para o caso, a distribuidora ainda não confirmou a data para fazer os trabalhos de extensão de rede e interligação no local. “Eles só respondem a gente (construtora) falando que passaram pro setor responsável”.

O QUE DIZ A ENEL:

Em nota, a distribuidora Enel respondeu que:

“O Condomínio Mônaco 2, no bairro Jardim Esperança, em Cabo Frio, fez uma autoconstrução de rede e a entrega das chaves para os moradores foi feita pelo empreendimento antes da conclusão da instalação elétrica no local. A vistoria de autoconstrução foi realizada e aprovada no último dia 28/6, e o projeto da conexão da rede autoconstruída à rede de distribuição da Enel foi recebido ontem (21/7) pela empresa. A obra consiste na extensão de 140 metros de rede de média tensão e a instalação de seis postes. A distribuidora ressalta que o prazo regulatório de execução é de 120 dias e, somente após essa conexão, os moradores poderão solicitar ligações e a instalação de medidores pela Enel. Com relação à iluminação pública, a Enel Rio esclarece que a responsabilidade é da prefeitura do município”.

O Portal RC24h também entrou em contato com a Caixa Econômica Federal para explicações. Em nota, eles responderam:

“O Residencial Mônaco, localizado em Cabo Frio/RJ, foi construído pela Construtora Mello de Azevedo S.A., responsável pela execução da obra e entrega aos compradores. O banco esclarece que atuou na condição de agente financeiro da operação e que, diante dos relatos, notificou a construtora para as providências necessárias.
A CAIXA disponibiliza canal para atendimento das reclamações, por meio do telefone gratuito 0800-721-6268 ou através do site da CAIXA (www.caixa.gov.br) na opção Fale Conosco”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui