Taça Henrique Pádua de Beach Soccer tem início neste domingo (27) em Cabo Frio

Ao todo serão cinco clubes na disputa, que jogarão entre si na fase classificatória

351

A Liga Cabofriense de Esportes Praiano (LICEP) dá início, neste domingo (27), às 10h, ao calendário de competições de 2022, com a Taça Henrique Pádua, na categoria adulto. Ao todo serão cinco clubes na disputa, que jogarão entre si na fase classificatória, aos domingos. Os dois melhores se classificarão para a grande decisão. AESS, Coral, Cajueiro, Reserva do Peró e Telégrafo estão envolvidos na disputa.

A LICEP homenageia o atleta Henrique Pádua, do Peró, com o nome da Copa. O jogador é o atleta de maior destaque no Beach Soccer da cidade e Região dos Lagos nos últimos anos. Henrique foi tricampeão da Libertadores com o Vasco da Gama, em 2019, jogou ainda pelo Botafogo, Barcelona (ESP), no Catanzaro (ITA), Leones Indomáveis (CRC), São Clemente (RJ) e Cabo Frio Beach Soccer.

“Essa homenagem ao Henrique Pádua é mais do que merecida. É sem sombra de dúvidas o atleta cabo-friense de maior destaque no Beach Soccer. Jogou em grandes clubes do Brasil e do mundo, foi campeão de tudo por onde passou, sempre exaltando o nome do esporte de Cabo Frio. Nada mais justo do que essa homenagem”, disse o presidente da LICEP, Dário Monteiro.

A homenagem deixou o jogador emocionado, que fez questão de agradecer por ter seu nome batizado na Taça.

“Reconhecimento é uma palavra linda quando se pratica, quando alguém fez algo extraordinário, fez a diferença em algum segmento na sua cidade, para alguns passa despercebido e para outros não. Sou grato a Deus por tudo que vivi no esporte, sempre foi por amor. Falando-se principalmente sobre o Beach Soccer tá sendo único, exclusivo e em vida como diz o Presidente da LICEP, Dario Monteiro. De fato tem um legado, uma história por trás disso que a cidade não viu, porque sempre fui com Deus e sozinho acreditando em uma modalidade falida no Brasil, onde a realidade hoje é na Europa e que está oportunizando vidas, mudando pessoas. Estamos trazendo de volta a essência do Beach Soccer, uma honra isso ser no meu meu nome, de todas as categorias, desde o sub9, sub11, sub13, até o adulto. Estou muito feliz com a homenagem e agradeço ao Presidente Dário pelo reconhecimento”, disse Henrique.

Dentre todos os lugares em que jogou, o projeto do Cabo Frio Beach Soccer é um dos mais especiais, pois foi idealizado por Henrique Pádua, que fez com que a cidade pudesse disputar pela primeira vez o Campeonato Carioca. O projeto teve sucesso e dali saíram atletas que chegaram jogar pela Seleção Brasileira e disputassem competições internacionais.

“Além de terem oportunidades de mostrar seu talento e irem para outros clubes e também servir a Seleção Brasileira, esse projeto teve uma importância social muito grande. Muitos atletas sequer tinham documentos, hoje muitos estão na faculdade, trabalhando, entenderam a mensagem do esporte que é muito além da prática esportiva. O Beach Soccer pode mudar vidas, oportunizar pessoas, transformar famílias, gerar empregos, e é nisso que eu acredito e luto”, afirma.

Além desta Copa que começa no domingo, a categoria Sub13 disputou a Taça no sábado (26). A competição foi realizada com participação dos seguintes clubes: Mancha Verde, Golden Gol, Futuro de Cem Braças e Projeto Cristo é Vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui