InícioCabo FrioServidor da saúde de Cabo Frio acusa diretora do Hospital de Tamoios...

Servidor da saúde de Cabo Frio acusa diretora do Hospital de Tamoios de agressão

De acordo com a vítima, Rosane Tito teria desferido tamancadas contra ele na noite desta segunda-feira (5)

Uma agressão ocorrida na noite desta segunda-feira (5) no segundo distrito de Cabo Frio vem dando o que falar na cidade. Não bastasse o caos em decorrência da Covid-19, uma denúncia aponta que a diretora do Hospital Municipal de Tamoios, Rosane Tito, teria dado ‘tamancadas’ em um dos funcionários do Transporte Fora Domicílio (TFD).

Segundo o relato de Matheus Benevenuto, Rosane teria o abordado no shopping Unapark no final do expediente afirmando que ele estaria perseguindo a família dela.

Vítima teve o celular quebrado

“Eu trabalho no transporte de pacientes. Eu desci da van e estava andando em direção a minha moto quando ela parou de carro gritando ‘É com você mesmo que eu quero falar. Porque você está me perseguindo? Você acha que eu engoli aquela história do hospital que você fez contra mim?’ Eu disse que nada tinha para falar com ela, peguei o celular e ela jogou ele no chão. Quando fui subir na moto, ela me segurou pela mochila, tirou o tamanco do pé e começou a me dar tamancada no braço. Fui para o DPO e ela chegou a ir lá também. Foi muito desagradável, estou com o psicológico abalado”, conta a vítima.

A ‘história do hospital’ mencionada se trata de outra confusão envolvendo Rosane, que também acabou na delegacia. Segundo o Boletim de Ocorrência registrado em abril de 2020, ela teria desacatado outra servidora e quebrado um computador dentro da UPA de Tamoios. Ao ser contestada por ele, ela o ameaçou dizendo “Eu vou te pegar lá fora”.

Procurada pela redação do Portal RC24h, primeiramente a diretora afirmou se tratar de ‘mentiras’, mas depois justificou a ação dizendo ter sido ofendida e respondido a altura. Ela acrescentou que não vê diferença alguma na profissão de cada um, já que também é servidora pública e a discussão aconteceu fora do horário e ambiente de trabalho.

“Ele é funcionário assim como eu também sou, não existe diferença nenhuma. Só porque ele é funcionário ele pode humilhar e expor uma mentira na internet?”, questionou.

Rosane afirma que Matheus espalhou uma fake news de que seu filho teria furado a fila da vacina contra a Covid-19 através de um perfil falso no Facebook.

“Ele expôs o meu filho que é funcionário da minha clínica particular e, todas as outras clínicas privadas aqui de Tamoios tomaram a vacina. Ele expôs no Facebook através de um ‘fake’, que todo mundo de Unamar sabe que é ele, porque ele é um ‘moleque covarde’ e eu não tenho medo de homem nenhum. Eu fui conversar com ele, as câmeras e as pessoas estão lá como testemunhas. (…) Ele foi um galinha que saiu correndo pela rua e todo mundo rindo dele. Eu estava apenas perguntando por que ele fez aquilo com meu filho”, disse por áudio.

Ela ainda chegou a afirmar que a história é uma “bobagem” e que pretende pedir indenização por danos morais.

A Prefeitura de Cabo Frio disse que está apurando o caso.

A agressão foi anexada ao registro anterior de ameaça feito na 126ª DP de Cabo Frio.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content