InícioRegião dos LagosCabo FrioSemana Sebastião Lan, em Cabo Frio, termina com homenagem a Elícia Ramos

Semana Sebastião Lan, em Cabo Frio, termina com homenagem a Elícia Ramos

Evento na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cabo Frio inaugurou placa em homenagem à ex-presidente da instituição

Chega ao fim nesta quarta-feira (28) a edição 2021 da Semana Sebastião Lan, evento promovido pela Prefeitura de Cabo Frio com o objetivo de resgatar a memória do homem que lutou pelos direitos dos trabalhadores rurais e marcou a história do sindicalismo na cidade. O evento foi criado por meio de uma Lei Municipal de 2019, em celebração ao Dia do Agricultor, nacionalmente comemorado no dia 28 de julho. 

O último dia de atividades começou na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cabo Frio, na Estrada da Integração, próximo à Fazenda Campos Novos, em Tamoios. A programação foi aberta com a inauguração da placa em homenagem a Elícia Ramos, ex-presidente do Sindicato, que morreu em fevereiro deste ano. Na solenidade, que contou com a presença da família de Elícia, o secretário de Cultura, Clarêncio Rodrigues, engrandeceu os homenageados. 

“Este é um momento especial, de muito aprendizado para todos. Por mais que eu não tenha conhecido pessoalmente a dona Elícia e o Sebastião Lan, a gente procura se informar melhor e percebe o valor que os dois têm para os produtores rurais de Cabo Frio. Hoje, no Dia do Agricultor, é uma justíssima homenagem a todos os trabalhadores que tanto lutam por nossa terra”, afirmou Clarêncio. 

Encerrando a programação, na noite desta quarta (28), às 20h, ocorre a divulgação do resultado do Concurso Fotográfico “A terra lavrada é a esperança de uma vida melhor”, que premiará, por votação popular, três fotografias amadoras ou profissionais. As imagens estão disponibilizadas no Facebook da Secretaria de Cultura de Cabo Frio. 

PROGRAMAÇÃO 

Oficialmente aberto na última sexta-feira (23), a Semana Sebastião Lan começou com uma ação social em frente à sede do sindicato. Foram oferecidos serviços como aferição de pressão, medição de glicose, corte de cabelo, design de sobrancelhas, consulta jurídica e consultoria contábil e arrecadação de alimentos e agasalhos, além do Projeto Empoderada com ação Desapego Solidário, em atendimento a famílias com necessidade de roupas, calçados, cobertores e utensílios. 

Na parte da noite, ainda em frente à sede do sindicato, aconteceu a abertura do Shopping Rural Elícia Ramos com feira de artesanato, comidas típicas de festa julina, atividades infantis, concurso gastronômico, fogueira de São João, quadrilha e música ao vivo. 

A programação no sábado (24) começou logo pela manhã no Parque de Exposições de Tamoios, anexo à Fazenda Campos Novos, com feira agrícola com produtores rurais, feira de artesanato, gastronomia quilombola e comidas típicas, apresentação do Projeto Circulê, teatro de bonecos, roda de capoeira, música ao vivo, exposição coletiva de fotografias, oficina de tênis de mesa, arte circense, trilha sensorial, arrecadação de alimentos e agasalhos, e ainda atividades preventivas de saúde com teste rápido de Covid-19 para o público, aferição de pressão e medição de glicose. 

No domingo (25), teve mais uma edição da Feira do Produtor Rural e seguiu com as demais ações culturais. As novidades ficaram por conta da apresentação do Manifesto Cultural Griot, passeio de pônei, feira do livro e circuito esportivo para crianças. 

Já na segunda-feira (26), uma mesa redonda foi realizada on-line, com o tema “Agricultura familiar e a figura histórica de Sebastião Lan”. Às 20h teve exibição do filme “LAN” e “Memória de Campos Novos”. Um segundo bate papo foi realizado na terça-feira (27), também on-line com o tema “Segurança hídrica e alimentar no pós pandemia”. Todos os filmes e encontros virtuais estão disponíveis no Facebook Oficial da Prefeitura de Cabo Frio. 

QUEM FOI SEBASTIÃO LAN 

Sebastião Lan foi um ruralista precursor dos direitos do trabalhador rural em Cabo Frio. Chegou na cidade em 1968 e iniciou a luta pela regularização fundiária no bairro Campos Novos, local que passava por sérios conflitos entre grileiros e lavradores. Ele organizou a reabertura do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, que havia sido fechado pelos militares, e se tornou presidente do movimento. 

Quatro meses depois de ter assumido a presidência do sindicato, no dia 6 de junho de 1988, véspera de sua ida a Brasília, onde entregaria um importante relatório ao Ministro da Reforma Agrária, Sebastião Lan sofreu um atentado na Rodovia Amaral Peixoto, levando seis tiros. Morreu cinco dias depois, aos 46 anos de idade.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content