Saque do FGTS começa nesta quarta (20); Confira o calendário de pagamento

Liberação dos valores seguirá um calendário de acordo com o mês de nascimento

508

A Caixa Econômica vai liberar o saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a partir desta quarta-feira (20). O trabalhador que desejar sacar o benefício poderá retirar até R$ 1 mil e a liberação dos valores seguirá um calendário de acordo com o mês de nascimento (Confira no fim do texto). O calendário de pagamento começará no dia 20 deste mês e irá até o dia 15 de junho. 

O valor do benefício será creditado na conta poupança, aberta automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores. O saque extraordinário do FGTS ocorrerá uma única vez, considerando o saldo disponível na data de realização do débito na conta do fundo. Se o titular possuir mais de uma conta do FGTS, o saque é feito na seguinte ordem: primeiro, as contas relativas a contratos de trabalho extintos, com início pela conta que tiver o menor saldo. Em seguida, as demais contas vinculadas, com início pela conta que tiver o menor saldo.

De acordo com a Caixa, não estarão disponíveis para saque os valores que estiverem bloqueados na conta do FGTS, como garantia de operações de crédito de antecipação do saque aniversário.

Após o crédito dos valores, já será possível pagar boletos e contas, utilizar o cartão de débito virtual para pagamento em lojas, sites ou aplicativos, além de fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos pagando com o QR code nas maquininhas, tudo por meio do aplicativo.

O valor também poderá ser transferido para outras contas bancárias da Caixa ou de outro banco. Os clientes também podem realizar transações por meio do Pix, além de efetuar saque nos terminais de autoatendimento do banco e nas casas lotéricas.

A consulta ao valor que poderá ser retirado pode ser feita no site da Caixa. Segundo o banco, cerca de R$ 30 bilhões serão liberados para aproximadamente 42 milhões de trabalhadores que terão direito ao saque.

Opção de guardar benefício

O trabalhador que não quiser mexer no FGTS deverá informar a Caixa que não deseja sacar o valor para que não haja débito do benefício. Nesse caso, ele deverá acessar o aplicativo FGTS ou se dirigir a uma das agências do banco. Caso o trabalhador não avise, após a realização do crédito na conta poupança, é possível desfazer o crédito automático até 10 de novembro.

A Caixa também informou que caso o crédito dos valores tenha sido feito na poupança e essa conta não seja movimentada até 15 de dezembro, os recursos serão retornados à conta do FGTS, devidamente corrigidos e sem nenhum prejuízo ao trabalhador. 

Confira o calendário de pagamentos: 

Nascidos em:Recebem dia:
Janeiro20/04 (qua)
Fevereiro30/04 (sáb)
Março04/05 (qua)
Abril11/05 (qua)
Maio14/05 (sáb)
Junho18/05 (qua)
Julho21/05 (sáb)
Agosto25/05 (qua)
Setembro28/05 (sáb)
Outubro01/06 (qua)
Novembro08/06 (qua)
Dezembro15/06 (qua)

*Com informações do Jornal O Dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui