InícioSaúdeCovid-19Rio identifica nova cepa do coronavírus em circulação no estado

Rio identifica nova cepa do coronavírus em circulação no estado

A nova cepa foi descoberta em meados de abril e é descendente da linhagem B.1.1.28, que está em circulação em todo o país desde meados de 2020

A Secretaria de Estado de Saúde confirmou nesta terça-feira (22) que uma nova variante do vírus da Covid-19 foi identificada no Rio. A nova cepa foi descoberta em meados de abril e é descendente da linhagem B.1.1.28, que está em circulação em todo o país desde meados de 2020. A descoberta foi feito pelo monitoramento genômico da Rede Corona-Ômica-RJ, e a variante foi nomeada como P.5.

A nova linhagem P.5 tem a mesma estrutura da cepa original, porém sofre mutações no spike —“coroa” do vírus que se liga à célula humana. Segundo a secretaria estadual de Saúde ainda não é possível dizer que ela seja mais letal ou transmissível. O governo do Rio informou que em São Paulo 19 casos já foram identificados.

O estudo faz parte de uma parceria entre a secretaria de Saúde, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), do Laboratório de Virologia Molecular da UFRJ, do Laboratório Central Noel Nutels, da Fiocruz, Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro e Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Até o momento, os dados coletados pelos pesquisadores mostram que a cepa mais comum no Rio continua sendo a P.1 — rebatizada de “gamma” pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Foi observada também uma “baixa frequência” da variante VOC B.1.1.7 (Reino Unido) e uma redução da P.2, desde novembro do ano passado.

Segundo a secretaria estadual de Saúde, independentemente da cepa do vírus ou linhagem, as medidas de prevenção e métodos de diagnóstico e tratamento da Covid-19 seguem os mesmos.

“É importante os municípios continuarem avançando no processo de vacinação contra a Covid-19 e que a população retorne para receber a segunda dose. Apenas assim é possível alcançar a completa eficácia da vacina. Estudos mostram que todas as vacinas disponíveis no Brasil são eficazes contra as variantes identificadas até o momento”, disse a pasta em nota.

Na capital, casos de variantes passam de 500

No boletim epidemiológico em que divulgou o novo calendário de vacinação contra a Covid-19, a prefeitura do Rio confirmou que nesta semana foram comprovados 15 novos casos de variantes do coronavírus. Destes, nove são moradores da capital, que chegou a 500 casos de cepas de atenção confirmados entre residentes da cidade. Todos os novos confirmados são da variante P.1, agora também chamada de Gama.

— Dos 15 resultados, nove são moradores do Rio que totalizam 619 confirmações de variantes, sendo 500 casos de moradores da cidade. Temos um predomínio de casos da cepa P1, e a maioria absoluta são de síndrome gripal, que evoluíram para alta e cura — afirmou Marcio Garcia, subsecretário de Vigilância em Saúde da prefeitura do Rio.

As restrições anunciadas na última semana continuam em vigor até pelo menos a próxima sexta-feira. Pela sexta semana seguida, todas as 33 regiões administrativas da cidade continuam com risco alto para a Covid-19.

*Com informações do Jornal O Globo.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content