Rio das Ostras começa a vacinar crianças sem comorbidades contra a Covid-19

Pais levam filhos aos postos e reforçam confiança na eficácia das vacinas. Não será necessária receita médica para imunizar a criança

196

Rio das Ostras começou a vacinar, nesta quarta-feira (2), crianças sem comorbidades na faixa etária dos 11 anos. Um momento aguardado pela garotada e comemorado por pais e responsáveis, conscientes de que a imunização é fundamental para a Saúde e o bem-estar de seus filhos.

A palavra “consciência” parece estar intimamente ligada ao movimento registrado nos postos de vacinação nesta quarta-feira. Um público jovem, antenado em redes sociais e ligado às notícias na internet e nos veículos de comunicação, e pais já vacinados, alguns com as três doses.

“As crianças devem ser estimuladas a virem se vacinar, sempre com informações precisas e claras oferecidas pelos pais e reforçadas, caso necessário, pelo pessoal da Saúde. Elas precisam ter um exemplo a seguir, com a consciência de que a atitude pode salvar vidas” destaca a Enfermeira Renata Henrique, 34 anos, responsável pelo Polo de vacinação instalado pela Secretaria de Saúde em um dos prédios da Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras.

GAROTADA DÁ O EXEMPLO – Em tempos de redes sociais e acesso quase ilimitado a tudo que se escreve e se mostra na internet, a garotada de Rio das Ostras mostra que opta pela Ciência e pela Saúde, comparecendo aos postos e se vacinando sem medo. Contam com o apoio de pais conscientes de suas responsabilidades, e mostram que estão muito acima de negacionismos e de interesses políticos.

Na turma dos 11 anos que foi vacinada nesta quarta-feira, era clara a alegria com o tão esperado momento. Zaqueu e a mãe, Maria Vitorino, foram cedo no posto da UFF. Enquanto a mãe destacava a vacina como única forma de prevenção contra os efeitos da Covid-19, o menino mostrava coragem para ser vacinado.

“ Eu não estava com medo e não doeu nada, foi uma picadinha de leve. Acompanhei a vacinação de meus amigos e agora que chegou a minha vez encarei sem medo” disse Zaqueu.

A palavra “confiança” em relação às vacinas aplicadas é sempre lembrada pelos pais que estão levando seus filhos aos postos de Rio das Ostras. Ellen Fernandes, mãe da menina Beatriz, destacou a imunização de toda a família e fez questão de lembrar sobre “coisas estranhas” que leu recentemente em redes sociais.

“Eu tomei as três doses e confio na vacina. Na nossa família meu marido e meu outro filho, de 16 anos, também foram imunizados e fiz questão de trazer a Beatriz hoje. É muito importante que as pessoas tenham consciência sobre tudo que encontram na internet e nas redes sociais. Não dá para se acreditar em tudo. Existem muitos interesses que tentam interferir nas nossas decisões. Temos que acreditar na ciência e os números desta pandemia mostram que a vacina funciona e está salvando vidas” disse Ellen.

Para levar a garotada para receber a vacina é necessário apresentar os seguintes documentos: Certidão de Nascimento ou identidade, CPF ou Cartão do SUS; Comprovante de Residência; Caderneta de vacinação da criança (é preciso considerar a necessidade de avaliação técnica sobre o intervalo recomendado entre a vacina Covid-19 e as demais vacinas do Calendário Nacional de Imunização, de 15 dias).

A vacinação de menores de 11 anos, sem comorbidades, prossegue nesta quinta-feira, dia 3, das 08h às 16h, nos Polos Casa da Criança em Cidade Praiana e UFF Rio das Ostras.

Na sexta-feira, dia 4 de fevereiro, será a vez das crianças sem comorbidades de 10 anos, das 08h às 16h, nos Polos, Casa da Criança em Cidade Praiana e UFF Rio das Ostras. Conforme orientação em Nota Técnica, os pais ou responsáveis legais devem estar presentes no ato da vacinação. Em caso de ausência destes, um adulto poderá acompanhar a criança portando a autorização de consentimento por escrito (modelo de declaração disponível nos Polos de Vacinação Pediátrica). Não será necessária receita médica para vacinar a criança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui