Rio das Ostras aprova lei com novas obrigações para agressores de animais

Em situações extremas, fica o agressor obrigado a arcar com os custos do tratamento do animal até o final de sua vida

798

Rio das Ostras sancionou a Lei Nº 2606/2021, que dispõe sobre a obrigação do agressor de animais a arcar com os custos de sua conduta. Ou seja, a partir de agora, em virtude do ato de maus-tratos, ferir ou mutilar animais, fica o agressor legalmente obrigado a arcar com o pagamento dos custos de resgate, tratamento e hospedagem do animal até a sua recuperação.

O agressor será responsável pelo pagamento das despesas referentes ao tratamento do animal afetado até a recuperação das lesões causadas e demais cuidados, quando necessários. Em situações extremas, como graves lesões ou sequelas permanentes, fica o agressor obrigado a arcar com os custos do tratamento do animal até o final de sua vida.

 A lei foi publicada na edição 1405 do Jornal Oficial, publicado no dia 29 de dezembro de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui